Newsletter Nº286

Newsletter Nº286
Newsletter Nº286

Faz hoje anos que nascia, em 1881, o físico norte-americano Clinton Davisson. Ele dividiu o Prémio Nobel de Física em 1937 (com o inglês George P. Thomson) por descobrir que os electrões podem ser difractados como ondas de luz, verificando assim a tese de Louis de Broglie de que os electrões comportam-se tanto como ondas assim como partículas. Davisson estudou o efeito do bombardeamento de electrões em superfícies e observou que o ângulo de reflexão pode depender da orientação do cristal. Seguindo a teoria de Louis de Broglie da natureza ondulatória das partículas, ele percebeu que os seus resultados poderiam ser devidos à difracção de electrões pelo padrão dos átomos na superfície do cristal. Davisson trabalhou com Lester Germer numa experiência na qual electrões ricocheteando numa superfície de níquel produziram padrões de onda semelhantes aos formados pela luz reflectida numa rede de difracção e apoiando o comprimento de onda do electrão de Broglie. Esta descoberta foi aplicada ao estudo da estrutura nuclear, atómica e molecular. Davisson ajudou a desenvolver o microscópio electrónico que usa a natureza de onda dos electrões para ver detalhes mais pequenos que o comprimento de onda da luz visível.

Faz também hoje anos que nascia, em 1902, o químico norte-americano Frank Spedding. Ele desenvolveu processos de redução de elementos individuais de terras raras ao estado metálico a baixo custo, tornando assim essas substâncias disponíveis para a indústria a preços razoáveis. Anteriormente, após a descoberta da fissão nuclear em 1939, o governo dos Estados Unidos pediu aos principais cientistas que se unissem ao desenvolvimento da energia nuclear. Em 1942, Frank H. Spedding do Iowa State College, um especialista em química de terras raras, concordou em estabelecer a parte Ames do Projecto Manhattan, tendo como resultado um procedimento fácil e barato para produzir urânio de alta qualidade.

Por fim, faz hoje anos que nascia, em 1905, o engenheiro electrotécnico norte-american Karl Guthe Jansky. Ele descobriu as emissões de rádio cósmicas em 1932. Nos laboratórios Bell em NJ, Jansky estava a seguir os ruídos crepitantes de estática que atormentavam a recepção de telefone no exterior. Ele descobriu que certas ondas de rádio vinham de uma região específica do céu a cada 23 horas e 56 minutos, da direcção de Sagitário em direcção ao centro da Via Láctea. Na publicação do seus resultados, ele sugeriu que a emissão de rádio estava de alguma forma ligada à Via Láctea e que provinha não de estrelas, mas de gás interestelar ionizado. Aos 26 anos, Jansky fez uma descoberta histórica – que os corpos celestes podiam emitir ondas de rádio assim como ondas de luz.

Foi a 22 de Outubro de 1879 que a longa série de experiências de Edison a testar materiais como filamento de luz eléctrica chegou a um ponto crítico. Charles Batchelor, a trabalhar no laboratório de Edison em Menlo Park, produziu iluminação durante 14 horas e meia a partir de uma lâmpada usando um fio de algodão carbonizado. Ela falhou quando foi adicionada energia extra. No entanto, esta foi uma melhoria tão substancial, que a atenção se voltou para melhorar o filamento carbonizado. As patentes foram registadas e, em dois meses, o progresso com a lâmpada Edison foi tornado público. Um artigo foi publicado em 21 de Dezembro pelo New York Herald. Nessa altura, o laboratório de Menlo Park estava permanentemente iluminado pelas lâmpadas incandescentes de Edison.

Nesta semana que passou foi lançada a versão 20.10 da Distro de Linux Ubuntu. Esta Distro é criada pela Canonical e esta versão tem como principais novidades o GNOME 3.38, o Kernel Linux 5.8, o GCC 10 e o Python 3.8. Esta é a primeira versão que suporta oficialmente o Raspberry PI 4.

Também nesta semana que passou a sonda OSIRIS-REx entrou em contacto com o asteróide Bennu e fez recolha de amostras. Este momento foi muito celebrado uma vez que este é o quarto ano desta missão e este é um ponto crucial da mesma. A sonda agora deverá regressar à Terra e chegar daqui a três anos, em 2023.

Nesta semana foi também apresentada pela fundação Raspberry PI a versão SOM (system-on-module) do Raspberry PI 4. Esta versão apresenta uma grande novidade relativamente às anteriores – deixou de usar os conectores do tipo JEDEC DDR2 e passou a usar um conector de alta densidade. Construído com o mesmo processador BCM2711 quad-core de 64 bits do Raspberry Pi 4, o novo Compute Module 4 oferece uma mudança radical no desempenho em relação aos seus predecessores: núcleos de CPU mais rápidos, melhor multimédia, mais recursos de interface e, pela primeira vez, uma escolha de capacidade de RAM e uma opção de conectividade Wifi. Existem 32 variantes de onde escolher, entre as varias opções de RAM, storage eMMC e Wifi. A placa de Módulos de I/O onde se encaixa a nova SOM tem suporte para dois HDMI, Gigabit Ethernet, uma PCI Express Gen2, RTC com bateria e duas Portas USB 2.0.

Na Newsletter desta semana apresentamos diversas noticias, artigos científicos assim como projetos de maker. É apresentada a revista Hackspace Magazine Nº36 de Novembro.

Esta Newsletter encontra-se mais uma vez disponível no sistema documenta do altLab. Todas as Newsletters encontram-se indexadas no link.

Newsletter Nº285

Newsletter Nº285
Newsletter Nº285

Faz hoje anos que nascia, em 1608, o matemático e físico italiano Evangelista Torricelli. Ele inventou o barómetro e cujo trabalho em geometria auxiliou no eventual desenvolvimento do cálculo integral. Inspirado pelos escritos de Galileu, ele escreveu um tratado sobre mecânica, De Motu (“Movimento Concernente”), que impressionou Galileu. Ele também desenvolveu técnicas para a produção de lentes telescópicas. A experiência do barómetro usando “mercúrio” para encher um tubo e depois invertido num prato de mercúrio, realizado na primavera de 1644, tornou o nome de Torricelli famoso. O mérito do cientista italiano foi, antes de tudo, admitir que a causa efectiva da resistência apresentada pela natureza à criação do vácuo (no tubo invertido acima do mercúrio) se devia provavelmente ao peso do ar.

Faz também hoje anos que nascia, em 1829, o astrónomo norte-americano Asaph Hall. Ele foi responsável pela descoberta e baptismo das duas luas de Marte, Fobos e Deimos, e calculou suas órbitas. Nascido em Goshen, Connecticut, e aprendiz de carpinteiro aos 16 anos, ele tinha paixão por geometria e álgebra. Hall obteve uma posição no Observatório de Harvard em Cambridge, Massachusetts, em 1857 e tornou-se um calculador especialista em órbitas. Em Agosto de 1862, ele juntou-se à equipa do Observatório Naval em Washington, DC, onde fez as suas descobertas, em meados de Agosto de 1877, usando o telescópio refractor “Grande Equatorial” de 26 polegadas do Observatório, então o maior do seu tipo no mundo.

Em 1582, este foi o primeiro dia do calendário gregoriano, por decreto do Papa Gregório XIII, nos países católicos da Itália, Espanha, Portugal e Polónia, que realinharam o calendário com os equinócios. O resto do mundo ainda estava a usar o calendário juliano e reconheceu o dia como 5 de Outubro de 1582.

Em 1939, foi escrito num memorando que seria possível construir um computador com tubos de vácuo que processaria “10.000 operações por segundo”. A previsão de Helmut Schreyer veio na época em que os computadores estavam a ser construídos com relés para funcionar eletromecanicamente. Ele ajudou Konrad Zuse na construção da calculadora automática Z2 concluída no mesmo ano. A Z2 contava com 800 relés nas unidades aritmética e de controle, além de memória mecânica.

Em 1997, a nave espacial Cassini (carregando a sonda Huygens) foi lançada do Cabo Canaveral. O objectivo da missão era orbitar Saturno, recolhendo dados sobre o próprio planeta gigante, a sua magnetosfera, anéis e luas. Após uma viagem de quatro anos, em 30 de Junho de 2004, a Cassini entrou em órbita a volta de Saturno. No caminho, sobrevoou Vénus, a Terra e Júpiter. Pouco depois da chegada, lançou a sonda Huygens, que pousou na lua Titã. Após duas extensões produtivas, a missão da Cassini foi encerrada em 15 de Setembro de 2017, com um mergulho planeado para queimar na atmosfera de Saturno.

Nesta semana que passou o Linux Kernel 5.9 foi declarado estável, com Linus Torvalds observando “não parece haver nada particularmente assustador aqui”, apesar do número de ajustes na semana anterior. Esta versão implementa melhor gestão de memória anónima (malloc’ed); um novo controlador cgroup slab que melhora a utilização do slab, permitindo que os cgroups de memória compartilhem a memória slab; suporte para desfragmentação pró-activa da memória; capacidade de observação da CPU para a classe de agendamento de prazos; suporte para executar programas BPF em pesquisas de sockets; nova chamada de sistema close_range() para fechar intervalos de descritores de ficheiros, suporte para instruções FSGSBASE x86 que fornecem comutação de contexto mais rápida, suporte NFS para atributos estendidos; e suporte no kernel da compressão ZSTD para ramdisk e initramfs. Como sempre, existem muitos outros novos drivers e melhorias, entre os quais há suporte inicial para placas de vídeo AMD Radeon RX 6000 e GPUs Intel Rocket Lake.

Também nesta semana que passou foi anunciada a nova placa BBC micro:bit. A nova BBC micro:bit é um dispositivo mais poderoso que combina todos os mesmos recursos da placa original e adiciona microfone embutido, alto-falante, sensor de toque capacitivo e botão de economia de energia. Os desenvolvimentos mais recentes também fornecem uma plataforma técnica actualizada projectada para fornecer recursos para a introdução de projectos futuros que permitirão futuros projectos de educação de IA e ML nas escolas. O Processador foi substituído pelo Nordic nRF52833, tendo como consequência a sua Flash foi duplicada para 512KB e a memória RAM passou para 128KB, sendo o suporte de Bluetooth passado para 5.0. Foi igualmente aumentada a corrente disponível para dispositivos para 200mA, entre outras melhorias já referidas.

Também nesta semana que passou a missão Soyuz MS-17 foi lançada no dia 14 a partir do cosmodromo de Baikonur, no Cazaquistão. Os três astronautas, uma norte-americana e dois russos percorreram os cerca de 400 km em apenas 3 horas e 3 minutos. A Acoplagem decorreu a cerca 400 km de altitude por cima do Brasil. Esta missão de duas órbitas foi modelada há algum tempo, tendo sido testada com veículos de carga.

Na Newsletter desta semana apresentamos diversas noticias, artigos científicos assim como projetos de maker. É apresentada a revista newelectronics de 13 Outubro.

Esta Newsletter encontra-se mais uma vez disponível no sistema documenta do altLab. Todas as Newsletters encontram-se indexadas no link.

Newsletter Nº284

Newsletter Nº284
Newsletter Nº284

Faz hoje anos que nascia, em 1850, o químico francês Henry Louis Le Chatelier. Ele ficou conhecido pelo princípio de Le Chatelier, que permite prever o efeito que uma mudança nas condições (temperatura, pressão e concentração dos componentes da reacção) terá sobre uma reacção química. Este princípio provou ser inestimável na indústria química para o desenvolvimento de processos químicos mais eficientes. Fritz Haber utilizou-o com sucesso em seu processo de produção de amónia. Os interesses de Le Chatelier começaram em metalurgia, cimentos, cerâmica e vidro, nos seus estudos de chamas que o levaram a estudar o calor e sua medição. De várias contribuições à termometria, a sua mais importante foi o primeiro projecto bem-sucedido de um termopar de platina e ródio para medir altas temperaturas (1887).

Faz também hoje anos que nascia, em 1869, o inventor norte-americano Frank Duryea. Ele em conjunto com o seu irmão Charles Duryea construiram o primeiro automóvel com várias cópias fabricado nos Estados Unidos. Em 28 de Novembro de 1895, Frank dirigiu seu carro para ganhar o primeiro prémio na primeira corrida de automóveis americana em Chicago, realizada pelo Chicago Times-Herald. Às 8h55, seis “motas” deixaram o Jackson Park em Chicago para uma corrida de 54 milhas até Evanston, Illinois, e de volta pela neve. O nº 5 de Duryeas levou pouco mais de 10 horas (média de 7,3 mph). No início de 1896, os Duryeas fabricaram 13 cópias do carro. Frank desenvolveu a “Stevens-Duryea”, uma limusina cara, que permaneceu em produção na década de 1920. Os irmãos são reconhecidos como “Pais da Indústria Automobilística Americana”.

Por fim, faz hoje anos que nascia, em 1913, o cientista aeroespacial norte-americano Robert Rowe Gilruth. Ele foi um dos pioneiros dos programas espaciais Mercury, Gemini e Apollo. Ele desenvolveu o X-1, o primeiro avião a quebrar a barreira do som. Gilruth dirigiu o Projecto Mercury, o programa inicial para realizar voos espaciais tripulados. Sob a sua liderança, o primeiro astronauta americano orbitou a Terra apenas um pouco mais de 3 anos após a criação da NASA. Em 1961, o presidente Kennedy e o Congresso comprometeram a nação com uma aterragem lunar tripulada dentro de uma década. Gilruth foi nomeado o Director do Centro de Naves Espaciais Tripuladas e recebeu a responsabilidade de projectar e desenvolver a nave espacial e equipamentos associados, planear e controlar missões e treinar tripulações de voo.

Nesta semana que passou a AMD apresentou os processadores AMD Ryzen série 5000 para desktop desenvolvidos com base na nova arquitectura de núcleo “Zen 3” que oferecem desempenho de liderança abrangente para jogadores e criadores de conteúdo. Oferecendo até 16 núcleos, 32 threads e 72 MB de cache no processador AMD Ryzen 9 5950X, os processadores da série AMD Ryzen 5000 dominam em cargas de trabalho pesadamente segmentadas e eficiência energética, enquanto o processador AMD Ryzen 9 5900X oferece para um aumento de geração de 26% no desempenho de jogos. Com amplas melhorias em todo o núcleo, incluindo um complexo unificado de 8 núcleos com acesso directo ao cache L3 de 32 MB, a nova arquitectura de núcleo “Zen 3” da AMD oferece um aumento de geração de 19% em instruções por ciclo (IPC), o maior desde a introdução de processadores “Zen” em 2017.

Também nesta semana que passou, e ao fim de cinco tentativas, a SpaceX colocou em órbita mais 60 satélites da Starlink. O lançamento marca a 17ª missão da SpaceX até agora em 2020, e seu 94º vôo do Falcon 9 até o momento. A frota de propulsores de voo comprovados da empresa tem estado ocupada este ano, com o construtor de foguetes com sede na Califórnia alcançando alguns novos marcos, incluindo o lançamento e pouso do mesmo propulsor de primeiro estágio seis vezes.

Na Newsletter desta semana apresentamos diversas noticias, artigos científicos assim como projetos de maker.

Esta Newsletter encontra-se mais uma vez disponível no sistema documenta do altLab. Todas as Newsletters encontram-se indexadas no link.

Newsletter Nº283

Newsletter Nº283
Newsletter Nº283

Faz hoje anos que nascia, em 1842, o inventor e poeta francês Charles Cros. Ele projectou um telégrafo automático e exibiu-o na Feira Mundial de 1867. Ele enviou à Société française de photographie, em 1869, um sistema de reprodução de imagens coloridas. Além disso, ele entregou planos viáveis em 18 de abril de 1877 para a Académie des Sciences, para um aparelho chamado paleofone, que era o princípio do gramofone. Assim, ele teve a ideia antes de Edison. No entanto, ele morreu na pobreza e nunca foi reconhecido pelas suas descobertas em vida, devido a concorrentes mais influentes e com melhor financiamento.

Faz também hoje anos que nascia, em 1881, o pioneiro da aviação americana William E. Boeing. Ele começou a interessar-se pela aviação quando treinou na escola de voo de Glenn L. Martin em 1915 e comprou sua própria aeronave. Em 1916, Boeing co-fundou a Pacific Aero Products Company (logo renomeada como Boeing Airplane Company). Em 1920, ele recebeu uma grande encomenda de guerra para 200 aviões de combate MB-3. A Boeing Air Transport começou a transportar correio e passageiros em Julho de 1927. Por meio de fusões com outras indústrias de aeronaves, ele construiu a United Aircraft and Air Transport, a empresa de aviação mais lucrativa do seu tempo. Em 1934, a acção da concorrência do governo dividiu a companhia. A United Airlines tornou-se uma empresa independente. Mantém-se até aos dias de hoje como uma das duas grandes companhia de fabrico de aviões comerciais.

Por fim, faz hoje anos que nascia, em 1939, o Astrofísico norte-americano George Robert Carruthers. Ele foi o principal inventor de uma nova câmara espacial para medir a luz ultravioleta que pode ser usada para identificar átomos e moléculas interestelares. Após vários anos em desenvolvimento, foi levada à lua na missão Apollo 16 (1972). Posicionada na superfície da lua, a câmara também pode capturar imagens dos gases da atmosfera terrestre. A concentração de poluentes, como o monóxido de carbono, no ar ao redor de grandes cidades pode ser determinada para muitas cidades ao mesmo tempo. Outras câmaras espaciais desenvolvidas por Carruthers e seus colegas pesquisaram a camada de ozono e transmitiram fotos de estrelas e planetas distantes para análise por computador. Ele também foi pioneiro no desenvolvimento de telescópios electrónicos.

Em 1880, a primeira fábrica de lâmpadas incandescentes eléctricas dos EUA foi inaugurada em Menlo Park, N. J. The Edison Lamp Works. No espaço de um ano e meio foram produzidas mais de 130.000 lâmpadas.

Faz hoje anos que o primeiro protótipo do Concorde (001) passou a barreira do som. O seu primeiro voo tinha sido seis meses antes. Foi durante o seu 102º voo de teste que atingiu Mach 2. O seu “irmão” Inglês alcançou o mesmo resultado uma semana depois. O Concorde foi o primeiro avião do mundo totalmente controlado por computador. No início, grupos ambientais criticaram o ruído do Concorde durante a descolagem e o consumo de combustível. O seu impacto nas viagens aéreas internacionais foi limitado pelos altos custos de operação da aeronave. Apenas a British Airways e a Air France operaram a aeronave. O serviço terminou com voos finais de passageiros a 24 de Outubro de 2003. Não existe até à data nenhuma outra forma comercial de viajar tão rápido.

Na Newsletter desta semana apresentamos diversas noticias, artigos científicos assim como projetos de maker.

Esta Newsletter encontra-se mais uma vez disponível no sistema documenta do altLab. Todas as Newsletters encontram-se indexadas no link.

Newsletter Nº282

Newsletter Nº282
Newsletter Nº282

Faz hoje anos que nascia, em 1501, o médico, matemático e astrólogo italiano Girolamo Cardano. Ele foi o primeiro a dar uma descrição clínica da febre tifóide. O seu livro, Ars magna (“Grande Arte”, 1545) foi uma das grandes conquistas da história da álgebra, em que publicou as soluções para as equações cúbicas e quadráticas. As suas invenções mecânicas incluíam a fechadura com combinação, o cardan da bússola consistindo em três anéis concêntricos e a junta universal para transmitir o movimento rotativo em vários ângulos (como usado nos veículos actuais). Ele contribuiu para a hidrodinâmica e sustentou que o movimento perpétuo é impossível, excepto em corpos celestes. Cardano publicou duas enciclopédias de ciências naturais, introduziu a grade Cardan, uma ferramenta criptográfica (1550) e foi um crente ao longo da vida como astrólogo.

Faz também hoje anos que nascia, em 1801, o matemático russo Mikhail Ostrogradsky. Ele contribuiu nas áreas de cálculo integral e física matemática. Ele escreveu livros que ajudaram a melhorar o padrão no ensino da matemática na Rússia. A partir de 1847, ele também serviu como inspector-chefe das ciências matemáticas em escolas militares. Ele é considerado o fundador da escola russa de mecânica teórica, numa ampla gama de tópicos, incluindo calor, elasticidade, teoria da percussão, balística e teoria da probabilidade. Ele desenvolveu métodos de análise, como em problemas de valor limite e separação de variáveis. Mais importante ainda, ele lidou com princípios variáveis.

Faz igualmente hoje anos que nascia, em 1870, o químico, engenheiro e inventor francês Georges Claude. Ele inventou a luz néon, que foi a precursora da luz fluorescente. Claude foi o primeiro a aplicar uma descarga eléctrica a um tubo selado de gás néon, por volta de 1902 e a fazer uma lâmpada néon (“Néon” do grego neos, que significa “gás novo”). Ele exibiu publicamente a lâmpada néon a 11 de Dezembro de 1910 em Paris.

Por fim, faz hoje anos que nascia, em 1898, a astrofísica americana Charlotte Moore Sitterly. Ela organizou, analisou e publicou livros definitivos sobre o espectro solar e os multipletos de linha espectral. De 1945 a 90 anos, ela conduziu este trabalho no Escritório Nacional de Padrões dos EUA e no Laboratório de Pesquisa Naval. Ela detectou que o tecnécio, um elemento instável (anteriormente conhecido apenas como resultado de experiências de laboratório com reacções nucleares) existe na natureza. Ela fez contribuições importantes para a compilação de tabelas para níveis de energia atómica associados a espectros ópticos, que agora são material de referência padrão. Como instrumentos transportados em foguetes espaciais forneceram novos dados no ultravioleta, ela estendeu essas tabelas além do alcance óptico. Ela foi premiada com a Medalha Bruce em 1990.

Nesta semana que passou ficámos a conhecer a história de uma aldeia do País de Gales que durante 18 meses ficava sem Internet às 7 horas da manhã sem qualquer razão. Depois e inúmeras queixas, troca de equipamentos, e tendo esgotado todas as outras vias, os engenheiro foram para o terreno fazer um teste final para ver se a falha estava a ser causada por um fenómeno conhecido como SHINE (Single High-level Impulse Noise), onde a interferência eléctrica é emitida por um aparelho que pode, então, ter um impacto na banda larga conectividade. O que descobriram foi que efectivamente existia um aparelho de televisão bastante antigo que era ligado todos os dias às 7 horas da manhã e provocava o referido efeito.

Também nesta semana que passou realizou-se o evento da Tesla designado por “Battery Day”. No evento foram apresentadas inúmeras novidades das quais se destacam muitas melhorias ao nível do desenvolvimento das baterias que equipam os carros que passam pelo seu processo de fabrico, melhorias tecnológicas ao nível dos materiais usados e da sua dimensão. Estas melhorias poderão ter como consequência uma redução estimada de cerca de 56% do custo $/kWh. Estas novas baterias deverão ficar disponíveis em cerca de 18 meses e darão um aumento de autonomia de cerca de 16%. Foi também falada da intenção de lançar um veiculo de 25.000 USD e do Model S Plaid. Este ultimo, que já pode ser encomendado, tem 1.100 cv e um custo de 140.000 USD e que terá a “aceleração mais rápida de 0 aos 100 km/h de qualquer carro de produção” (cerca de 2 segundos) contando com uma autonomia até 840 Km.

Na Newsletter desta semana apresentamos diversas noticias, artigos científicos assim como projetos de maker. São apresentadas as revistas Hack Space Magazine nº 35 de Outubro, a MagPI nº 98 de Outubro e a newelectronics de 22 Setembro.

Esta Newsletter encontra-se mais uma vez disponível no sistema documenta do altLab. Todas as Newsletters encontram-se indexadas no link.