Newsletter Nº136

Newsletter Nº136
News­let­ter Nº136

Faz hoje anos que nas­cia, em 1823, Leo­pold Kro­nec­ker. Este mate­má­ti­co ale­mão tra­ba­lhou para uni­fi­car a arit­mé­ti­ca, a álge­bra e a aná­li­se, com espe­ci­al inte­res­se em fun­ções elíp­ti­cas, equa­ções algé­bri­cas, teo­ria dos núme­ros, teo­ria dos deter­mi­nan­tes e teo­ria das inte­grais sim­ples e múl­ti­plas. No entan­to, os tópi­cos que ele estu­dou foram res­trin­gi­dos pelo fac­to de ele acre­di­tar na redu­ção de todas as mate­má­ti­cas em argu­men­tos envol­ven­do ape­nas os núme­ros intei­ros e um núme­ro fini­to de eta­pas. Ele acre­di­ta­va que a mate­má­ti­ca deve­ria lidar ape­nas com núme­ros fini­tos e com um núme­ro fini­to de ope­ra­ções. Ele foi o pri­mei­ro a duvi­dar do sig­ni­fi­ca­do de pro­vas de exis­tên­cia não cons­tru­ti­vas e acre­di­ta­va que os núme­ros trans­cen­den­tais não exis­ti­am. A fun­ção del­ta Kro­nec­ker é nome­a­da em sua home­na­gem.

Faz tam­bém anos hoje que nas­cia, em 1905, Gerard Kui­per. Este Astró­no­mo ame­ri­ca­no nas­ci­do na Holan­da, des­co­briu Miran­da, uma lua de Ura­no e Nereid, uma lua de Nep­tu­no. O Kui­per Belt é cha­ma­do após a sua suges­tão ori­gi­nal de sua exis­tên­cia fora da órbi­ta de Nep­tu­no antes de ser con­fir­ma­do como um cin­to de peque­nos cor­pos. Ele mediu o diâ­me­tro de Plu­tão. Na atmos­fe­ra mar­ci­a­na, Kui­per detec­tou o dió­xi­do de car­bo­no, mas a ausên­cia de oxi­gé­nio (1947). Na déca­da de 1960, Kui­per foi pio­nei­ro na obser­va­ção infra­ver­me­lha no ar usan­do uma aero­na­ve Con­vair 990 e ser­viu como cien­tis­ta-che­fe para as son­das da nave Ran­ger da Lua. Ao ana­li­sar as foto­gra­fi­as da Ran­ger, ele iden­ti­fi­cou locais de ater­ra­gem na super­fí­cie lunar mais ade­qua­dos para ater­ra­gens segu­ras com tri­pu­la­ção.

Com­ple­tam-se hoje 45 anos que foi lan­ça­da a ulti­ma mis­são Apol­lo — a Appo­lo 17. Com uma equi­pa de três astro­nau­tas com­pos­ta pelo coman­dan­te Euge­ne Ceman, o pilo­to do modu­lo de coman­do Ronald Evans e pelo pilo­to do modu­lo lunar Har­ri­son Sch­mitt foi a ulti­ma a usar o hard­ware Apol­lo para o seu pro­pó­si­to ori­gi­nal. Foi a pri­mei­ra mis­são lan­ça­da duran­te a noi­te e a ulti­ma a ser lan­ça­da pelo fogue­tão Satur­no V. Com uma mis­são de três dias na super­fí­cie da Lua, no vale Taurus–Littrow foram reco­lhi­dos cer­ca de 110 Kg de amos­tras luna­res e usa­dos diver­sos ins­tru­men­tos cien­tí­fi­cos para fazer medi­ções. Foi a ulti­ma vez que foi usa­do o Rover Lunar. A mis­são demo­rou um total 12 dias e cer­ca de 14 horas. O modu­lo de coman­do entrou na atmos­fe­ra ter­res­tre no dia 15 de Dezem­bro.

Faz tam­bém 22 anos que a son­da espa­ci­al Gali­leo che­gou a Jupi­ter. Foi lan­ça­da em 18 de Outu­bro de 1989, trans­por­ta­do pelo Spa­ce Shut­tle Atlan­tis, na mis­são STS-34. Depois de vol­tas de assis­tên­cia gra­vi­ta­ci­o­nal de Vénus e Ter­ra, tor­nou-se a pri­mei­ra nave espa­ci­al a orbi­tar em Júpi­ter. Ela lan­çou a pri­mei­ra son­da em Jupi­ter, medin­do direc­ta­men­te sua atmos­fe­ra. Ape­sar de sofrer gran­des pro­ble­mas de ante­nas, Gali­leu alcan­çou o pri­mei­ro vôo de aste­rói­des, de 951 Gas­pra, e des­co­briu a pri­mei­ra lua de aste­rói­des, Dactyl, por vol­ta de 243 Ida. Em 1994, Gali­leo obser­vou a coli­são do Comet Sho­e­ma­ker-Levy 9 com Jupi­ter.

Esta sema­na ficá­mos a saber que, a Voya­ger 1, que se encon­tra em voo à 40 anos, a NASA vol­tou a ligar com suces­so os pro­pul­so­res após 37 anos des­tes terem esta­do para­dos. A comu­ni­ca­ção com a son­da demo­ra cer­ca de 19 horas e 35 minu­tos a che­gar à ante­na em Golds­to­ne na Cali­fór­nia. Com o suces­so des­te tes­te esti­ma-se que a son­da pos­sa ter mais dois ou três anos de vida. Esti­ma-se que a son­da se encon­tre nes­te momen­to no espa­ço inte­res­te­lar indo a cami­nho de uma estre­la cha­ma­da AC + 79 que se encon­tra a 17,6 anos luz da Ter­ra.

Tam­bem esta sema­na, um gru­po de cien­tis­tas des­co­bri­ram uma relí­quia rara do uni­ver­so: o bura­co negro super-mas­si­vo mais dis­tan­te. Este gigan­te que come maté­ria tem 800 milhões de vezes a mas­sa do nos­so Sol, que é sur­pre­en­den­te­men­te gran­de para a sua ida­de jovem. O bura­co negro recen­te­men­te encon­tra­do é mate­ri­al voraz­men­te devo­ra­dor no cen­tro de uma galá­xia — um fenó­me­no cha­ma­do qua­sar. Este qua­sar é espe­ci­al­men­te inte­res­san­te por­que vem de um momen­to em que o uni­ver­so esta­va ape­nas come­çan­do a emer­gir de sua ida­de das tre­vas. A des­co­ber­ta for­ne­ce­rá infor­ma­ções fun­da­men­tais sobre o uni­ver­so quan­do era ape­nas 5% da ida­de actu­al.

Por fim, a Goo­gle afir­ma que o pro­gra­ma de inte­li­gên­cia arti­fi­ci­al Alpha­Go Zero triun­fou no xadrez con­tra o soft­ware espe­ci­a­li­za­do mun­di­al em pou­cas horas do ensi­no do jogo a par­tir do zero. A divi­são Deep­Mind da empre­sa diz que jogou 100 jogos con­tra o Stock­fish 8 e ganhou ou empa­tou todos eles. Os espe­ci­a­lis­tas já suge­rem que a con­quis­ta for­ta­le­ce­rá a posi­ção da empre­sa num sec­tor com­pe­ti­ti­vo. “Do pon­to de vis­ta cien­tí­fi­co, é o últi­mo de uma série de des­lum­bran­tes resul­ta­dos que o Deep­Mind pro­du­ziu”, dis­se o pro­fes­sor Micha­el Wool­drid­ge, da Uni­ver­si­da­de de Oxford, à BBC. “A tra­je­tó­ria geral em Deep­Mind pare­ce ser para resol­ver um pro­ble­ma e, em segui­da, demons­trar que ele real­men­te pode ace­le­rar o desem­pe­nho, e isso é mui­to impres­si­o­nan­te.”.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker assim como alguns mode­los 3D que pode­rão ser úteis. É apre­sen­ta­da a revis­ta “The Offi­ci­al Rasp­ber­ry Pi Beginner’s Book”.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.

Newsletter Nº135

Newsletter Nº135
News­let­ter Nº135

Faz hoje anos que nas­cia, em 1711, Ebe­ne­zer Kin­ners­ley. Este inven­tor ame­ri­ca­no de ori­gem ingle­sa ficou conhe­ci­do pelas suas inves­ti­ga­ções da elec­tri­ci­da­de. Em 1748, Kin­ners­ley demons­trou que o flu­xo eléc­tri­co real­men­te atra­ves­sou a água, usan­do na expe­ri­ên­cia uma calha de água com cer­ca de 3 m de com­pri­men­to. Em 1751, como um dos pri­mei­ros divul­ga­do­res da ciên­cia, ele come­çou a dar pales­tras sobre “O incên­dio eléc­tri­co recém-des­co­ber­to”. As suas expe­ri­ên­ci­as mos­tra­ram a dife­ren­ça entre a elec­tri­ci­da­de pro­du­zi­da pelos glo­bos de vidro e de enxo­fre, que ele comu­ni­cou a Ben­ja­min Fran­klin na Fila­dél­fia, uma vez que mos­tra­ram sem duvi­da que a teo­ria posi­ti­va e nega­ti­va esta­va cor­re­ta. Ele tam­bém pro­cu­rou manei­ras de pro­te­ger os edi­fí­ci­os dos rai­os, inven­tou um ter­mó­me­tro eléc­tri­co e demons­trou que a elec­tri­ci­da­de pode pro­du­zir calor.

Faz tam­bém anos hoje que nas­cia, em 1756, Ernst Chlad­ni. Este físi­co ale­mão é conhe­ci­do como o “pai da acús­ti­ca” pelas suas inves­ti­ga­ções mate­má­ti­cas de ondas sono­ras. As figu­ras de Chlad­ni, vis­tas quan­do pla­cas finas cober­tas de areia em vibra­ção, são padrões com­ple­xos de vibra­ção com linhas nodais que per­ma­ne­cem esta­ci­o­ná­ri­as e reter areia. Ele demons­trou isso para uma audi­ên­cia de cien­tis­tas em Paris em 1809. Ele mediu a velo­ci­da­de do som em vári­os gases, deter­mi­nan­do o tom da nota de um tubo de órgão pre­en­chi­do com dife­ren­tes gases. Para deter­mi­nar a velo­ci­da­de do som em sóli­dos, Chlad­ni usou a aná­li­se do padrão nodal em vibra­ções de ondas esta­ci­o­ná­ri­as em has­tes lon­gas. Ele cri­ou um ins­tru­men­to musi­cal cha­ma­do euphon, fei­to de vidro e bar­ras de aço que vibram esfre­gan­do com um dedo hume­de­ci­do.

Faz igual­men­te anos hoje que nas­cia, em 1819, Cyrus West Field. Este Empre­sá­rio nor­te-ame­ri­ca­no pro­mo­veu o pri­mei­ro cabo tele­fó­ni­co tran­sa­tlân­ti­co. Em 1856, aju­dou a esta­be­le­cer Atlan­tic Tele­graph Com­pany. O pri­mei­ro cabo foi con­cluí­do a 5 de Agos­to de 1858, mas falhou pou­co depois. Field per­sis­tiu, e em 27 de Julho de 1866, um cabo melho­ra­do foi colo­ca­do.

Faz tam­bém anos hoje que nas­cia, em 1858, Jaga­dish Chan­dra Bose. Físi­co indi­a­no e fisi­o­lo­gis­ta de plan­tas que inves­ti­gou as pro­pri­e­da­des de ondas de rádio mui­to peque­nas, tele­gra­fia sem fio e fadi­ga indu­zi­da por radi­a­ção em mate­ri­ais inor­gâ­ni­cos. O seu tra­ba­lho fisi­o­ló­gi­co envol­veu medi­das com­pa­ra­ti­vas das res­pos­tas das plan­tas expos­tas ao stress. A sua inven­ção de ins­tru­men­tos alta­men­te sen­sí­veis para a detec­ção de res­pos­tas minu­ci­o­sas por orga­nis­mos vivos a estí­mu­los exter­nos per­mi­tiu ante­ci­par o para­le­lis­mo entre os teci­dos ani­mais e vege­tais obser­va­dos por bio­fí­si­cos pos­te­ri­or­men­te.

Faz igual­men­te anos hoje que nas­cia, em 1869, Gus­taf Dalén. Este enge­nhei­ro sue­co que ganhou o Pré­mio Nobel de Físi­ca em 1912 por sua inven­ção da vál­vu­la solar auto­má­ti­ca, ou Sol­ven­til, que regu­la uma fon­te de luz de gás pela ação da luz solar, des­li­gan­do-a ao ama­nhe­cer e no cre­pús­cu­lo ou nou­tros perío­dos de escu­ri­dão. Ela rapi­da­men­te entrou em uso mun­di­al para bói­as e faróis não tri­pu­la­dos. Ao recu­pe­rar-se de um aci­den­te, con­va­les­cen­do em casa, ele notou o tem­po que a sua espo­sa pas­sa­va a tomar con­ta do fogão a lenha. Ele deci­diu inven­tar um fogão mais efi­ci­en­te e eco­nó­mi­co. Em 1922, o Amal­ga­ma­ted Gas Accu­mu­la­tor Co. de Dalen paten­te­ou seu design e colo­cou os pri­mei­ros fogões AGA em pro­du­ção. Esses fogões pro­du­zi­ram um calor radi­an­te que man­te­ve a cozi­nha quen­te. O AGA con­ti­nua popu­lar ain­da hoje.

Por fim faz anos hoje que nas­cia, em 1915, Henry Tau­be. Este Quí­mi­co ame­ri­ca­no nas­ci­do no Cana­dá que, em 1983, ganhou o Pré­mio Nobel de Quí­mi­ca pela sua exten­sa pes­qui­sa sobre as pro­pri­e­da­des e reac­ções de subs­tân­ci­as inor­gâ­ni­cas dis­sol­vi­das, par­ti­cu­lar­men­te pro­ces­sos de redu­ção de oxi­da­ção envol­ven­do iões de ele­men­tos metá­li­cos. Os metais geral­men­te for­mam com­ple­xos, nos quais outros áto­mos se agru­pam em tor­no do áto­mo de metal, trans­fe­rin­do e par­ti­lhan­do elec­trões entre si para se uni­rem. Tau­be des­co­briu que duran­te uma reac­ção, uma “pon­te” tem­po­rá­ria de áto­mos geral­men­te se for­ma entre áto­mos de metal. Ele estu­dou a trans­fe­rên­cia de elec­trões atra­vés des­ta pon­te, ace­le­ran­do as reac­ções que de outra for­ma acon­te­ce­ri­am len­ta­men­te ou não. As suas idei­as são rele­van­tes além de seu pró­prio cam­po de estu­do, por exem­plo, em pro­ces­sos bioquí­mi­cos como a res­pi­ra­ção.

Esta sema­na ficá­mos a saber que, na chi­na, uma equi­pa de cirur­giões pro­ce­deu ao implan­te de um joe­lho do tân­ta­lo num paci­en­te. Zhang Jin­gui recu­pe­rou a mobi­li­da­de um dia depois de ter fei­to a cirur­gia rea­li­za­da por médi­cos do First Hos­pi­tal Affi­li­a­ted da AMU, um hos­pi­tal no muni­cí­pio de Chongqing, no sudo­es­te da Chi­na. A arti­cu­la­ção do joe­lho de 84 anos foi ampla­men­te revis­ta pelo implan­te per­so­na­li­za­do.

Tam­bém esta sema­na ficá­mos a saber que a NASA já está a cons­truir o Mars Rover para sua pró­xi­ma mis­são a Mar­te. De relan­ce, é mui­to pare­ci­do com o seu ante­ces­sor, o Curi­o­sity Mars rover. Mas não há dúvi­da de que é uma máqui­na cheia de ciên­cia: pos­sui sete novos ins­tru­men­tos, rodas rede­se­nha­das e mais auto­no­mia. Uma bro­ca irá cap­tu­rar núcle­os de rocha, enquan­to um sis­te­ma de cache com um bra­ço robó­ti­co em mini­a­tu­ra irá selar essas amos­tras. Sen­do então depo­si­ta­dos na super­fí­cie mar­ci­a­na para pos­sí­vel reco­lha numa mis­são futu­ra.

Ain­da esta sema­na, uma equi­pa lide­ra­da pela NASA encon­trou evi­dên­ci­as de que o exo­pla­ne­ta de gran­de dimen­sões desig­na­do por WASP-18b está envol­vi­do numa estra­tos­fe­ra sufo­can­te car­re­ga­da com monó­xi­do de car­bo­no e des­pro­vi­da de água. Os resul­ta­dos pro­vêm de uma nova aná­li­se das obser­va­ções fei­tas pelos teles­có­pi­os espa­ci­ais Hub­ble e Spit­zer. O pla­ne­ta WASP-18b tem 10 vezes a mas­sa de Júpi­ter e está a uma dis­tân­cia de cer­ca de 325 anos-luz da Ter­ra e tem um perío­do orbi­tal de 23 horas.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker assim como um mode­lo 3D que pode­rá ser útil. São apre­sen­ta­das as revis­tas newe­lec­tro­nics de 28 Novem­bro 2017, a Mag­PI nº 64 de Dezem­bro de 2017 e a revis­ta “The Offi­ci­al Rasp­ber­ry PI Pro­jects Book Volu­me 3”.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.

Newsletter Nº134

Newsletter Nº134
News­let­ter Nº134

Faz hoje anos que nas­cia, em 1837, Johan­nes Dide­rik van der Waals. Este físi­co holan­dês ficou conhe­ci­do pela sua pes­qui­sa sobre os esta­dos gaso­sos e líqui­dos da maté­ria. O seu prin­ci­pal tra­ba­lho foi desen­vol­ver uma equa­ção (a equa­ção van der Waals) que — ao con­trá­rio das leis de Char­les Boy­le e Jac­ques Char­les — apli­ca-se a gases reais. Uma vez que as molé­cu­las têm for­ças de atrac­ção e volu­me (por mais peque­no que seja), van der Waals intro­du­ziu na teo­ria duas cons­tan­tes adi­ci­o­nais para levar em con­si­de­ra­ção essas pro­pri­e­da­des. As fra­cas for­ças elec­tros­tá­ti­cas atrac­ti­vas entre molé­cu­las e entre áto­mos são cha­ma­das de for­ças van der Waals em sua home­na­gem. Seus vali­o­sos resul­ta­dos per­mi­ti­ram que James Dewar e Hei­ke Kamer­lingh-Onnes estu­das­sem os méto­dos de liqui­di­fi­car os gases per­ma­nen­tes. Foi-lhe atri­buí­do o pré­mio Nobel da Físi­ca em 1910.

Faz tam­bém anos hoje que nas­cia, em 1869, Val­de­mar Poul­sen. Este enge­nhei­ro dina­marquês desen­vol­veu em 1903 o pri­mei­ro dis­po­si­ti­vo para gerar ondas de rádio con­tí­nu­as, con­tri­buin­do para o desen­vol­vi­men­to da radi­o­di­fu­são. O seu trans­mis­sor de arco aumen­tou a fai­xa de frequên­cia de Duddell’s Son­ging Arc (1900) da fai­xa de áudio para ondas de rádio, per­mi­tin­do que a fala fos­se trans­mi­ti­da até um raio de 240 km. Em 1920, o trans­mis­sor do arco de Poul­sen era tão pode­ro­so quan­to 1000kW com fai­xas de até 4.000 km. Uma inven­ção ante­ri­or era o Tele­gra­fo­no, para o qual ele sub­me­teu uma paten­te na Dina­mar­ca em 1 de Dezem­bro de 1898. Este foi o pri­mei­ro dis­po­si­ti­vo na his­tó­ria a usar gra­va­ção de som mag­né­ti­co, embo­ra esta inven­ção per­ma­ne­ça comer­ci­al­men­te impra­ti­cá­vel devi­do à bai­xa saí­da de som até ao adven­to dos ampli­fi­ca­do­res de tubo de vácuo na déca­da de 1930.

Faz igual­men­te hoje anos que nas­cia, em 1874, The­o­do­re Lyman. Este físi­co nor­te-ame­ri­ca­no, fez estu­dos impor­tan­tes em fenó­me­nos rela­ci­o­na­dos com redes de difrac­ção, nos com­pri­men­tos de onda da luz ultra­vi­o­le­ta de vácuo des­co­ber­ta por Vic­tor Schu­mann e tam­bém nas pro­pri­e­da­des da luz de um com­pri­men­to de onda extre­ma­men­te cur­to, sobre o qual ele con­tri­buiu com docu­men­tos vali­o­sos para a lite­ra­tu­ra de físi­ca nos pro­ce­di­men­tos das soci­e­da­des cien­tí­fi­cas.

Faz tam­bém anos hoje que nas­cia, em 1887, Henry Mose­ley. Este físi­co bri­tâ­ni­co demons­trou expe­ri­men­tal­men­te que as prin­ci­pais pro­pri­e­da­des de um ele­men­to são deter­mi­na­das pelo núme­ro ató­mi­co, não pelo peso ató­mi­co, e esta­be­le­ceu fir­me­men­te a rela­ção entre o núme­ro ató­mi­co e a car­ga do núcleo ató­mi­co. Usan­do téc­ni­cas foto­grá­fi­cas de raio X, ele deter­mi­nou uma rela­ção mate­má­ti­ca entre o com­pri­men­to de onda da radi­a­ção e os núme­ros ató­mi­cos dos ele­men­tos emis­so­res. Mose­ley obte­ve vári­as rela­ções quan­ti­ta­ti­vas a par­tir das quais ele pre­viu a exis­tên­cia de três ele­men­tos em fal­ta (núme­ros 43, 61 e 75) na tabe­la perió­di­ca, todos os quais foram pos­te­ri­or­men­te iden­ti­fi­ca­dos.

Por fim, faz anos hoje que nas­cia, em 1894, Donald Des­key. Este dese­nha­dor indus­tri­al nor­te-ame­ri­ca­no aju­dou a esta­be­le­cer o design indus­tri­al como uma pro­fis­são. Ele cri­ou o uso inven­ti­vo de mate­ri­ais indus­tri­ais para fins deco­ra­ti­vos. Des­key inven­tou um lami­na­do de alta pres­são conhe­ci­do como Weld­tex. Ele pro­jec­tou as luzes de rua bem conhe­ci­das na comis­são para a cida­de de Nova York em 1958 como um novo pro­tó­ti­po de padrão de luz de rua. Ele trou­xe um olhar novo e moder­nis­ta para móveis e inte­ri­o­res, incluin­do o de Radio City Music Hall.

Esta sema­na ficá­mos a saber que a Tes­la vai comer­ci­a­li­zar um camião eléc­tri­co com auto­no­mia de 800 Km. A bate­ria pode ter até 1 megawatt-hora de ener­gia. E com um sis­te­ma de Tes­la Mega­char­ger mais novo, super-rápi­do, um cami­o­nis­ta pode adi­ci­o­nar 600 Km de alcan­ce em 30 minu­tos. O Tes­la Semi entra­rá em pro­du­ção em 2019, afir­ma a Tes­la.

Tam­bém esta sema­na ficá­mos a saber que astró­no­mos obser­va­ram um aste­rói­de intri­gan­te que se des­lo­cou atra­vés do sis­te­ma solar numa tra­jec­tó­ria incli­na­da do espa­ço inte­res­te­lar — o pri­mei­ro objec­to con­fir­ma­do vin­do de outro sis­te­ma este­lar. Ago­ra, novos dados reve­lam que o intru­so inte­res­te­lar é um objec­to rocho­so em for­ma de cha­ru­to com uma tona­li­da­de um pou­co aver­me­lha­da. O aste­rói­de, cha­ma­do ‘Oumu­a­mua pelos seus des­co­bri­do­res, tem até 400 metros de com­pri­men­to e alta­men­te alon­ga­do. Tem uma rela­ção de aspec­to mai­or que a de qual­quer aste­rói­de ou come­ta obser­va­do no nos­so sis­te­ma solar até à data. Embo­ra sua for­ma alon­ga­da seja bas­tan­te sur­pre­en­den­te e, ao con­trá­rio dos aste­rói­des obser­va­dos em nos­so sis­te­ma solar, pode for­ne­cer novas pis­tas sobre a for­ma como os outros sis­te­mas sola­res se for­ma­ram.

Ain­da esta sema­na, um robô chi­nês tor­nou-se a pri­mei­ra máqui­na do mun­do a pas­sar pelo exa­me médi­co. O robô médi­co chi­nês de IA cha­ma­do “Xia­oyi” tor­nou-se o pri­mei­ro no mun­do a ser apro­va­do na pro­va escri­ta do Exa­me Naci­o­nal de Licen­ci­a­men­to Médi­co da Chi­na, que ago­ra tra­ba­lha­rá para melho­rar o diag­nós­ti­co clí­ni­co. O robô obte­ve 456 pon­tos no exa­me, mui­to aci­ma da média naci­o­nal, de acor­do com sua equi­pa de pes­qui­sa no Tsinghua-iFly­Tek Joint Lab da Uni­ver­si­da­de de Tsinghua e a empre­sa líder na Chi­na iFly­Tek Co., Ltd. Xia­oyi estu­dou qua­se um milhão de ima­gens médi­cas, 53 livros médi­cos, dois milhões de regis­tos médi­cos e 400 mil lite­ra­tu­ras médi­cas e rela­tó­ri­os médi­cos antes de ten­tar fazer o tes­te, dis­se Wu Ji, direc­tor do labo­ra­tó­rio con­jun­to.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker assim como um mode­lo 3D que pode­rá ser útil. São apre­sen­ta­das as revis­tas newe­lec­tro­nics de 14 Novem­bro 2017, a revis­ta HackS­pa­ce maga­zi­ne #1 e a revis­ta “AIY Voi­ce Essen­ti­als”.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.

Newsletter Nº133

Newsletter Nº133
News­let­ter Nº133

Faz hoje anos que nas­cia, em 1717, Jean le Rond d’Alembert. Este mate­má­ti­co fran­cês ficou conhe­ci­do pelo seu tra­ba­lho em vári­os cam­pos da mate­má­ti­ca apli­ca­da, em par­ti­cu­lar o da dinâ­mi­ca. Em 1743 publi­cou seu “Trai­té de Dyna­mi­que”, no qual apli­ca a ter­cei­ra lei do movi­men­to de New­ton, em que a lei de New­ton não só é váli­da para os cor­pos fixos, mas tam­bém para os cor­pos em movi­men­to livre. D’Alembert tam­bém escre­veu sobre a dinâ­mi­ca dos flui­dos, a teo­ria dos ven­tos, as pro­pri­e­da­des das cor­das vibra­tó­ri­as e expe­ri­ên­ci­as con­du­zi­das sobre as pro­pri­e­da­des do som. A sua ino­va­ção pura­men­te mate­má­ti­ca mais sig­ni­fi­ca­ti­va foi sua inven­ção e desen­vol­vi­men­to da teo­ria das equa­ções dife­ren­ci­ais par­ci­ais.

Faz tam­bém anos hoje que nas­cia, em 1835, Euge­nio Bel­tra­mi. Este Mate­má­ti­co e físi­co mate­má­ti­co ita­li­a­no ficou conhe­ci­do pelos seus con­cei­tos de geo­me­tria não eucli­di­a­na. Em 1865, ele publi­cou um arti­go sobre como ele­men­tos de linha nas super­fí­ci­es de cur­va­tu­ra cons­tan­te pode­ri­am ser repre­sen­ta­dos por expres­sões line­a­res. A sua abor­da­gem ofe­re­ceu uma nova repre­sen­ta­ção da geo­me­tria de cur­va­tu­ra cons­tan­te que era con­sis­ten­te com a teo­ria eucli­di­a­na. Bel­tra­mi estu­dou elas­ti­ci­da­de, teo­ria das ondas, ópti­ca, ter­mo­di­nâ­mi­ca e a teo­ria do poten­ci­al. Foi o pri­mei­ro a explo­rar os con­cei­tos de hipe­res­pa­ço e tem­po como uma quar­ta dimen­são. As suas inves­ti­ga­ções na con­du­ção de calor leva­ram a equa­ções dife­ren­ci­ais par­ci­ais line­a­res. Alguns dos últi­mos tra­ba­lhos de Bel­tra­mi esta­vam numa inter­pre­ta­ção mecâ­ni­ca das equa­ções de Maxwell.

Por fim, faz anos hoje que nas­cia, em 1841, Jules Viol­le. Este físi­co fran­cês nas­ci­do em Lan­gres, fez a pri­mei­ra deter­mi­na­ção de alti­tu­de da cons­tan­te solar (em 1875, no Mont Blanc nos Alpes fran­ce­ses e suí­ços). Ele tam­bém deter­mi­nou os pon­tos de fusão de palá­dio, pla­ti­na e ouro. Viol­le tam­bém esta­va inte­res­sa­do na teo­ria dos gey­sers, na ori­gem do gra­ni­zo e na explo­ra­ção atmos­fé­ri­ca atra­vés de amos­tra­gens por balão. Para radi­a­ção de alta tem­pe­ra­tu­ra, ele propôs uma uni­da­de foto­mé­tri­ca, a viol­le ou o padrão de Viol­le (1881). Seu actinô­me­tro é uma for­ma de pirhe­li­ô­me­tro, um dis­po­si­ti­vo para medir a inten­si­da­de da luz solar. Foi modi­fi­ca­do a par­tir da inven­ção de John Hers­chel de 1825. Ele con­sis­te em duas esfe­ras con­cên­tri­cas vazi­as con­ten­do água entre elas. A luz do sol pas­sa atra­vés de uma aber­tu­ra e cai sobre uma lâm­pa­da do ter­mó­me­tro na esfe­ra inter­na oca.

Na sema­na que pas­sou ficá­mos a saber que a Way­mo ago­ra está a tes­tar os seus car­ros autó­no­mos na via públi­ca sem nin­guém ao volan­te. Os tes­tes tam­bém não estão limi­ta­dos a uma ou duas rotas; A área de tes­te onde os ensai­os ver­da­dei­ra­men­te sem con­du­tor estão a ser rea­li­za­dos é em Chan­dler, Ari­zo­na (par­te da área metro­po­li­ta­na de Pho­e­nix), e os car­ros podem ir a qual­quer lugar den­tro des­se espa­ço defi­ni­do. É difí­cil subes­ti­mar a impor­tân­cia des­te mar­co: a Way­mo está a ope­rar em auto­no­mia de nível 4, par­ti­lhan­do estra­das públi­cas com car­ros e pedes­tres huma­nos, sem que nin­guém no volan­te pos­sa assu­mir o con­tro­lo, caso as coi­sas não fun­ci­o­nem como pla­ne­a­do.

Tam­bém esta sema­na uma equi­pa médi­ca ale­mã pro­ce­deu à tro­ca de cer­ca de 80 por­cen­to da pele de uma cri­an­ça de sete anos. Esta medi­da foi neces­sá­ria para sal­var a vida da cri­an­ça que tinha uma pato­lo­gia rara que lhe pro­vo­ca­va feri­das e bolhas expos­tas. Uma uni­da­de de quei­ma­dos ten­tou, sem suces­so, um tra­ta­men­to con­ven­ci­o­nal. Os médi­cos reti­ra­ram uma peque­na amos­tra de pele de um dos pou­cos luga­res no cor­po da cri­an­ça, que não esta­va afec­ta­da, e envi­ou para o prof. De Luca. A sua equi­pa no cen­tro usou um vírus para inse­rir nas célu­las da pele uma cópia cor­re­ta de um gene cha­ma­do LAMB3; A pró­pria cópia defei­tu­o­sa do meni­no cau­sou sua epi­der­mó­li­se bolho­sa. De Luca e seus cole­gas cres­ce­ram as célu­las da pele sobre estru­tu­ras arti­fi­ci­ais no seu labo­ra­tó­rio para for­mar gran­des peda­ços. Estes foram pos­tei­or­men­te apli­ca­dos em duas cirur­gi­as na cri­an­ça.

Ain­da esta sema­na, Linus Tor­valds anun­ci­ou a ver­são 4.14 do Ker­nel Linux. Esta ver­são tem um sig­ni­fi­ca­do espe­ci­al por ser de supor­te lon­go (LTS). Ape­li­da­do de “Fear­less Coyo­te”, esta ver­são traz como novi­da­des uma mai­or capa­ci­da­de de ende­re­ça­men­to de memó­ria na arqui­tec­tu­ra x86_64, melho­ri­as VEGA, supor­te para com­pres­são zstd adi­ci­o­na­do, AMD Secu­re Memory Encryp­ti­on em CPUs EPYC, novo dri­ver wifi real­tek, melho­ri­as nos filesys­tems F2FS para Android e Btrfs, EXT4, XFS, etc.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker assim como dois mode­los 3D que pode­rão ser úteis. É apre­sen­ta­do tam­bém o livro “Don’t Panic: Mobi­le Developer’s Gui­de to The Galaxy, 17th Edi­ti­on”.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.

Newsletter Nº132

Newsletter Nº132
News­let­ter Nº132

Faz anos hoje que nas­cia, em 1801, Gail Bor­den. Este fabri­can­te nor­te-ame­ri­ca­no foi res­pon­sá­vel pela inven­ção de um méto­do comer­ci­al do lei­te con­den­sa­do, aque­cen­do-o no vácuo para pre­ser­vá-lo e inves­ti­gou outros con­cen­tra­dos de ali­men­tos. Ele come­çou com um pro­ces­so que cozi­nha­va extrac­tos de car­ne com fari­nha para for­mar um bis­coi­to de car­ne capaz de ser arma­ze­na­do duran­te um pra­zo lon­go. Quan­do ele cri­ou uma manei­ra de pre­ser­var o lei­te, con­den­san­do-o, des­sa for­ma ele cri­ou um mer­ca­do nas gran­des cida­des que esta­vam dis­tan­tes das fon­tes do lei­te, além de for­ne­cer os mili­ta­res, via­jan­tes e mari­nhei­ros.

Faz tam­bém anos hoje que nas­cia, em 1885, Her­mann Weyl. Este mate­má­ti­co ger­ma­no-ame­ri­ca­no fez diver­sas con­tri­bui­ções na mate­má­ti­ca que per­mi­ti­ram ligar a mate­má­ti­ca pura e a físi­ca teó­ri­ca. Adi­ci­o­nal­men­te ele fez con­tri­bui­ções sig­ni­fi­ca­ti­vas para a mecâ­ni­ca quân­ti­ca e a teo­ria da rela­ti­vi­da­de. Ele ten­tou incor­po­rar o elec­tro­mag­ne­tis­mo no for­ma­lis­mo geo­mé­tri­co da rela­ti­vi­da­de geral. Ele pro­du­ziu a pri­mei­ra teo­ria de refe­rên­cia em que o cam­po elec­tro­mag­né­ti­co de Maxwell e o cam­po gra­vi­ta­ci­o­nal apa­re­cem como pro­pri­e­da­des geo­mé­tri­cas do espa­ço-tem­po. Foi ele que propôs a teo­ria de “wormho­le” como a teo­ria da maté­ria liga­da com a aná­li­se de mas­sa de ener­gia de cam­po elec­tro­mag­né­ti­co. Con­tu­do não foi ele que lhe deu o nome “wormho­le”.

Faz igual­men­te anos hoje que nas­cia, em 1897, Ronald G.W. Nor­rish. Este quí­mi­co bri­tâ­ni­co entre 1949 e 1965, cola­bo­rou com seu ex-alu­no Geor­ge Por­ter no desen­vol­vi­men­to de fotó­li­se e espec­tros­co­pia ciné­ti­ca para a inves­ti­ga­ção de rea­ções mui­to rápi­das. Nor­rish tam­bém con­tri­buiu sig­ni­fi­ca­ti­va­men­te para a quí­mi­ca quan­do cor­ri­giu a lei de Dra­per. Em mea­dos do sécu­lo XIX, John Dra­per propôs que a quan­ti­da­de de mudan­ça fotoquí­mi­ca seja pro­por­ci­o­nal à inten­si­da­de da luz mul­ti­pli­ca­da pelo tem­po em que atua. Nor­rish mos­trou que a taxa era de fato pro­por­ci­o­nal à raiz qua­dra­da da inten­si­da­de da luz. Foi lau­re­a­do com o pré­mio Nobel da Quí­mi­ca em 1967 com o com­pa­tri­o­ta Geor­ge Por­ter e o ale­mão Ger­man Man­fred Eigen pelos seus estu­dos em reac­ções quí­mi­cas mui­to rápi­das.

Por fim, faz anos hoje que nas­cia em 1934, Carl Sagan. Este astró­no­mo, cos­mó­lo­go, astro­fí­si­co e astro­bi­o­lo­go nas­ci­do em Bro­o­klyn nos Esta­dos Uni­dos da Amé­ri­ca ficou conhe­ci­do pela exce­len­te capa­ci­da­de de comu­ni­ca­ção que tinha e pela sua série de tele­vi­são Cos­mos. Ten­do publi­ca­do mais de 600 papers cien­tí­fi­cos foi tam­bém autor, co-autor ou edi­tor de mais de 200 obras lite­rá­ri­as. Ele pes­qui­sou a atmos­fe­ra de Vénus, as mudan­ças sazo­nais em Mar­te, con­di­ções de super­fí­cie dos pla­ne­tas. Sagan foi igual­men­te uma figu­ra impor­tan­te na bus­ca por inte­li­gên­cia extra­ter­res­tre. Ele exor­tou a comu­ni­da­de cien­tí­fi­ca a ouvir com gran­des radi­o­te­les­có­pi­os para sinais de for­mas de vida extra­ter­res­tres inte­li­gen­tes — pro­je­to SETI. Sagan tam­bém desem­pe­nhou um papel pro­e­mi­nen­te no pro­gra­ma espa­ci­al dos EUA, com seu envol­vi­men­to nas expe­di­ções espa­ci­ais da Mari­ner, Viking e Voya­ger.

Na sema­na que pas­sou ficá­mos a saber que a Intel se asso­ci­ou à AMD para o desen­vol­vi­men­to de um CPU de alto desem­pe­nho com uma GPU espe­ci­a­li­za­da para per­mi­tir a cri­a­ção de dis­po­si­ti­vos mais finos. O novo pro­du­to, que será par­te da 8a gera­ção de CPU Intel Core, jun­ta o pro­ces­sa­dor Intel Core da série H de alta per­for­man­ce, a memó­ria de alta lar­gu­ra de ban­da de segun­da gera­ção (HBM2) e um chip grá­fi­co dis­cre­to de ter­cei­ros per­so­na­li­za­do para a Intel do Gru­po Rade­on Tech­no­lo­gi­es da AMD — tudo num úni­co pro­ces­sa­dor.

Tam­bém esta sema­na que pas­sou, a UBER fez o anun­cio que irá cola­bo­rar com a NASA no pro­jec­to do car­ro voa­dor. No Web­Sum­mit em Lis­boa, o che­fe de pro­du­to da UBER, Jeff Hol­den, anun­ci­ou que a empre­sa está a acres­cen­tar uma ter­cei­ra cida­de, Los Ange­les, à sua lis­ta de locais onde espe­ra pilo­tar seu ser­vi­ço de táxi aéreo até 2020. Los Ange­les jun­ta-se a Dal­las-Fort Worth e Dubai à medi­da que as cida­des anun­ci­a­ram tra­ba­lhar com a Uber no pro­gra­ma. Jun­tar-se à NASA é um gran­de pas­so para a UBER. Pri­mei­ro, per­mi­te que a empre­sa pro­mo­va a apro­va­ção da agên­cia espa­ci­al alta­men­te con­cei­tu­a­da aos cép­ti­cos. Tam­bém codi­fi­ca a par­ti­ci­pa­ção da UBER no pro­jec­to de ges­tão de trá­fe­go não tri­pu­la­do (UTM) da NASA, que foi intro­du­zi­do pela pri­mei­ra vez em 2015 para regu­lar o trá­fe­go de dro­nes. Como Ben Pop­per, da The Ver­ge, escre­veu há dois anos: “É uma ten­ta­ti­va de pôr fim à atmos­fe­ra do Oes­te Sel­va­gem que tem sido a nor­ma para os sis­te­mas aére­os sem pas­sa­gei­ros (UAS) nos últi­mos cin­co anos, subs­ti­tuin­do-o por um sis­te­ma de con­tro­lo de trá­fe­go aéreo de pró­xi­ma gera­ção.”

Por fim, Richard Brow­ning, que­brou esta sema­na o recor­de para a velo­ci­da­de mais rápi­da usan­do um fato com jac­tos con­tro­la­dos pelo cor­po. Este inven­tor Bri­tâ­ni­co de 38 anos, con­se­guiu atin­gir cer­ca de 52 km/h no fato que ele pro­jec­tou gas­tan­do £40,000. O fato des­co­la ver­ti­cal­men­te e pode ser con­tro­la­do moven­do os bra­ços, enquan­to um ecran den­tro do capa­ce­te for­ne­ce infor­ma­ção sobre o con­su­mo de com­bus­tí­vel.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.