Newsletter Nº269

Newsletter Nº269
Newsletter Nº269

Faz hoje anos que nascia, em 1864, o físico alemão Walther Nernst. Ele foi um dos fundadores da química moderna. Em 1889, ele desenvolveu a sua teoria do potencial eléctrico e condução de soluções electrolíticas (a Equação de Nernst) e introduziu o produto de solubilidade para explicar as reacções de precipitação. Em 1906, Nernst mostrou que é possível determinar a constante de equilíbrio para uma reacção química a partir de dados térmicos e, ao fazê-lo, formulou o que ele próprio chamava de terceira lei da termodinâmica. Isto afirma que a entropia (uma medida termodinâmica de desordem em um sistema) aproxima-se de zero à medida que a temperatura vai em direcção ao zero absoluto. Por isto, ele recebeu o Prémio Nobel de 1920 em Química. Em 1918, ele explicou a explosão do H2-Cl2 na exposição à luz como uma reacção em cadeia do átomo.

Faz também hoje anos que nascia, em 1894, o cientista alemão Hermann Oberth. Ele era um dos três fundadores do voo espacial (com Tsiolkovsky e Goddard). Após uma lesão na Primeira Guerra Mundial, ele elaborou uma proposta para um foguete de longo alcance, propulsor líquido, que o Ministério da Guerra considerou fantasioso. Até a dissertação sobre o seu projecto de foguete foi rejeitada pela Universidade de Heidelberg. Quando o publicou como Die Rakete zu den Planetenräumen (1923; “O foguete para o espaço interplanetário”), ele ganhou reconhecimento pela sua análise matemática da velocidade do foguete que lhe permitiria escapar da atracção gravitacional da Terra. Ele recebeu uma patente romena em 1931 por um projecto de foguete com propulsor líquido. O seu primeiro foguete foi lançado em 7 de maio de 1931, perto de Berlim.

Por fim, faz hoje anos que nascia, em 1907, o físico alemão J. Hans D. Jensen. Ele propôs a teoria da estrutura nuclear dos núcleos – protões e neutrões – agrupados em camadas semelhantes a cebolas de conchas concêntricas. Ele sugeriu que os núcleos giravam em seu próprio eixo enquanto se moviam numa órbita dentro da concha e que certos padrões no número de núcleos por concha tornavam o núcleo mais estável. Os cientistas já sabiam que os electrões que orbitam o núcleo estavam dispostos em diferentes camadas. Pelo seu modelo do núcleo, Jensen partilhou o Prémio Nobel de 1963 em física (com Maria Goeppert-Mayer, que chegou à mesma hipótese de forma independente nos EUA; e Eugene P. Wigner, por trabalhos não relacionados.) Nos anos 50, Jensen trabalhou em radioactividade.

Nesta semana que passou foi anunciado o supercomputador Japonês Fugaku, que está a ser desenvolvido em conjunto pela RIKEN e Fujitsu Limited, ocupou o primeiro lugar na lista Top500, um ranking dos supercomputadores mais rápidos do mundo. Ele também limpou os outros rankings de desempenho de supercomputadores, ocupando o primeiro lugar no HPCG, um ranking de supercomputadores executando aplicações do mundo real, o HPL-AI, que classifica os supercomputadores com base nos seus recursos de desempenho para tarefas tipicamente usadas em aplicativos de inteligência artificial e Graph 500, que classifica os sistemas com base em cargas com uso intenso de dados. É a primeira vez na história que o mesmo supercomputador se torna o número 1 no Top500, HPCG e Graph500 simultaneamente. Este supercomputador é baseado em tecnologia ARM A64FX com 48 Cores a 2.2 GHz da Fujitsu e tem 7.299.072 CPU cores. Em termos de capacidade de processamento tem 415 Petaflops podendo atingir um máximo de 513 PetaFlops e tem disponível 4.87PB de RAM. Para funcionar consome uns estrondosos 28MW de energia. Ele usa o sistema operativo Red Hat Enterprise Linux. Por comparação com o anterior primeiro colocado – o Summit da IBM – este tinha “apenas” 148-PFLOPS de capacidade de calculo e consumia “apenas” 10MW.

Na Newsletter desta semana apresentamos diversas noticias, artigos científicos assim como projetos de maker. São apresentadas as revistas MagPI Nº 95 de Julho e newselectronics de 23 de Junho.

Esta Newsletter encontra-se mais uma vez disponível no sistema documenta do altLab. Todas as Newsletters encontram-se indexadas no link.

Newsletter Nº268

Newsletter Nº268
Newsletter Nº268

Faz hoje anos que nascia, em 1799 o astrónomo inglês William Lassell. Ele construiu seu próprio telescópio de 24″ de diâmetro e criou equipamentos movidos a vapor para polir o espelho de metal de especulo. Este telescópio foi o primeiro do seu tamanho a ser montado “equitativamente” para facilitar a observação das estrelas. Ele descobriu Triton, uma lua de Neptuno, e Ariel e Umbriel, satélites de Úrano. Mais tarde, Lassell construiu um telescópio de 48″ de diâmetro com o mesmo design e transportou-o para Malta para observações com céu mais claro.

Faz também hoje anos que nascia, em 1918 o químico americano Jerome Karle. Ele partilhou o prémio Nobel de química em 1985 (com Herbert A. Hauptman) pelas “suas realizações notáveis no desenvolvimento de métodos directos para a determinação de estruturas cristalinas”. O seu trabalho possibilitou a determinação de estruturas de cristal 3D, como moléculas de hormónios, vitaminas e antibióticos. Ele começou a sua carreira com um breve período em Chicago, no início da década de 1940, a trabalhar para o Projecto Manhattan, desenvolvendo a bomba atómica, e então juntou-se à equipa do Laboratório de Pesquisa Naval em 1946. Ele tornou-se o cientista chefe do Laboratório de Estrutura da Matéria. em 1968.

Faz igualmente hoje anos que nascia, em 1926 o astrónomo americano Allan Sandage. Juntamente com Thomas A. Matthews descobriu, em 1960, a primeira identificação óptica de uma fonte de rádio quase-estelar (quasar), um objecto semelhante a uma estrela que é um forte emissor de ondas de rádio. Embora fosse uma fonte estranha de emissão de rádio, sob luz visível, parecia uma estrela fraca. No entanto, este objecto emitia ondas de rádio e radiação ultravioleta mais intensas do que uma estrela típica.

Por fim, faz anos hoje que nascia, em 1932, o químico americano Dudley R. Herschbach. Ele foi pioneiro no uso de feixes moleculares para elucidar os processos de reacções químicas. Este estudo da dinâmica da reacção detalha a sequência de eventos e estados de energia dos átomos e moléculas. Pelos seus trabalhos recebeu o Prémio Nobel da química em 1986 (Juntamente com Yuan T. Lee e John C. Polanyi).

Nesta semana que passou foi lançada a versão 1.8.13 do Arduino IDE. De entre as inúmeras correcções de erros, esta versão introduz uma melhoria significativa na organização do menu de placas listadas no Menu “Tools”.

Na Newsletter desta semana apresentamos diversas noticias, artigos científicos assim como projetos de maker.

Esta Newsletter encontra-se mais uma vez disponível no sistema documenta do altLab. Todas as Newsletters encontram-se indexadas no link.

Newsletter Nº267

Newsletter Nº267
Newsletter Nº267

Faz hoje anos que nascia, em 1842 o químico, engenheiro e inventor alemão Carl von Linde. Foi ele que inventou a refrigeração mecânica. O seu primeiro equipamento de refrigeração foi testado numa cervejaria de Munique. Fabricar cerveja de boa qualidade requeria temperaturas baixas, limitando a fabricação ao inverno ou em porões profundos com o uso de grandes quantidades de gelo em bloco. Com a invenção da refrigeração por Linde, a fabricação de cerveja tornou-se sazonalmente independente. Linde também inventou um processo contínuo de liquefação de gases em grandes quantidades, o que proporcionou ímpeto e meios para a realização de pesquisas científicas a baixas temperaturas e vácuo muito alto.

Faz também hoje anos que nascia, em 1967, o físico francês Charles Fabry. Ele era especializado em óptica, desenvolvendo métodos para a medição precisa dos efeitos de interferência. Ele trabalhou com Alfred Pérot, durante 1896-1906, no desenho e uso de um dispositivo conhecido como interferometro Fabry-Pérot, especificamente para espectroscopia de alta resolução, composto por duas placas de vidro finamente prateadas colocadas em paralelo, produzindo interferência devido a múltiplas reflexões. Em 1913, Fabry demonstrou que o ozónio é abundante na atmosfera superior e é responsável por filtrar a radiação ultravioleta do Sol, protegendo a vida na superfície da Terra da maioria de seus efeitos nocivos.

Faz igualmente hoje anos que nascia, em 1910, o oceanógrafo, biólogo marinho e explorador oceânico Jacques Cousteau. Ele ficou conhecido pelas suas extensas investigações nos oceanos. Foi co-inventor do aqualung que tornou possível o mergulho autónomo (1943). Cousteau desenvolveu a série Conshelf de habitats tripulados, o Diving Saucer, um processo de televisão subaquática e várias outras plataformas e instrumentos especializados da ciência do oceano. Em 1945, ele fundou o Grupo de Pesquisa Submarina da Marinha Francesa. Ele modificou um caça-minas de madeira da Segunda Guerra Mundial no navio de pesquisa Calypso, em 1950. Verificou-se que uma cúpula de observação adicionada ao pé do arco de Calypso aumentava a estabilidade, a velocidade e a eficiência de combustível do navio.

Faz também hoje anos que nascia, em 1937, o Matemático americano David Mumford. Ele recebeu a Medalha Fields em 1974 pelo seu trabalho em geometria algébrica. Nos anos 80, ele voltou-se para a matemática aplicada com a pergunta “Existe uma abordagem matemática para entender o pensamento e o cérebro?” Isso faz parte da “Teoria dos Padrões”, apresentada por Ulf Grenander nos anos 70, para fornecer um cenário teórico para um grande número de ideias, técnicas e resultados relacionados a campos como visão computacional, reconhecimento de fala, processamento de imagem e sinal acústico, padrão reconhecimento e seu lado estatístico, redes neuronais e partes da inteligência artificial.

Por fim, faz hoje anos que nascia, em 1945, o engenheiro e inventor francês Roland Moreno. Ficou conhecido por ter inventado o smart card usado por bancos, supermercados, postos de gasolina, cartões SIM de telefones celulares, cabines telefónicas públicas, documentos de identidade e cartas de condução.

Nesta semana que passou foi anunciada a nova PS5. A nova consola da Sony virá inicialmente em branco, com pormenores pretos e azul, e vai ter duas versões: uma com suporte para formato físico Ultra HD Blu-ray e outra para formato digital.

Na Newsletter desta semana apresentamos diversas noticias, artigos científicos assim como projetos de maker. É apresentada a revista newselectronics de 9 de Junho.

Esta Newsletter encontra-se mais uma vez disponível no sistema documenta do altLab. Todas as Newsletters encontram-se indexadas no link.

Newsletter Nº266

Newsletter Nº266
Newsletter Nº266

Faz hoje anos que nascia, em 1756 o químico francês Jean-Antoine Chaptal. Ele foi o autor do primeiro livro sobre química industrial. Foi também ele que deu o nome “nitrogénio”. A sua actividade técnica abrangeu um amplo campo, como melhorias na fabricação de ácido sulfúrico, salitre para pólvora, açúcar de raiz de beterraba, vinho, tingimento, branqueamento entre outras coisas. Ele foi o primeiro a produzir comercialmente ácido sulfúrico na França na sua fábrica em Montpellier. A sua carreira abrangeu o período tempestuoso da Revolução Francesa. Ele foi preso, mas teve mais sorte do que o brilhante Antoine Lavoisier (que foi guilhotinado) e depois libertado para gerir as obras de salitre em Grenelle. Ele também ajudou a organizar a introdução do sistema métrico.

Faz também hoje anos que nascia, em 1877, o químico alemão Heinrich Otto Wieland. Ele ganhou do Prémio Nobel de Química de 1927 pelos seus estudos de química de esteróides, nos quais determinou a estrutura molecular dos ácidos biliares. Ele também é conhecido por estudar a conversão de alimentos em energia. Em 1912, ele começou a trabalhar em ácidos biliares, secreções do fígado conhecidas há quase um século por consistirem num grande número de substâncias. Ele estudou três deles: ácido cólico, ácido desoxicólico e ácido litocólico, descobrindo que todos eram esteróides, muito semelhantes entre si, e todos convertíveis em ácido colânico. Depois de 1921, ele estudou alguns alcalóides curiosos, incluindo toxiferina (ingrediente activo do curare), bufotalina (no veneno de sapos) e faloidina e amatina (ingredientes venenosos no mortífero cogumelo amanita).

Por fim, faz anos hoje que nascia, em 1910, o inventor inglês Christopher Cockerell. Ele é responsável pela invenção do hovercraft. Ele era engenheiro electrotécnico na Marconi Company (1935-50), onde trabalhou em equipamentos de navegação aérea e radar. Posteriormente ele criou um negócio de aluguer de barcos. Considerando o arrasto da água no casco de um barco, ele teve a ideia de elevar o barco numa almofada de ar. Em 1954, ele realizou um teste crucial usando balanças de cozinha, latas e um aspirador de pó para mostrar que uma corrente de ar poderia produzir a elevação necessária. No ano seguinte, ele construiu um modelo de madeira balsa em funcionamento com um motor de aeronave. O primeiro protótipo em escala real, o SR-N1, pesava 7 toneladas e era capaz de 60 nós. Atravessou o Canal da Mancha em 1959 (com Cockerell a bordo). O Hovercraft entrou em serviço regular entre canais em 1968.

Nesta semana que passou, e após um adiamento de dias, foi finalmente lançado o foguetão da SpaceX, com dois astronautas a bordo, em direcção à estação espacial internacional. No dia 30 cumpriu-se mais um passo histórico na conquista espacial quando astronautas norte-americanos foram lançados dentro de um foguetão comercial. A nave Crew Dragon transportou Robert Behnken e Douglas Hurley, sendo a primeira missão de teste com tripulantes humanos. Denominada de SpaceX Demo-2 esta missão tem como objectivo testar o voo do inicio ao fim para validar a capacidade de transporte de tripulação, durante o lançamento, em órbita, na acoplagem e na aterragem.

Também nesta semana que passou foi lançado o Kernel 5.7 do Linux. Depois de sete RC foi dado o “sign-off” para a primeira versão oficial desta familiar de Kernels. As principais novidades são melhorias diversas na arquitectura ARM de 64-bits, melhoria do suporte de HDR/OLED nomeadamente o controlo do Backlight, foram também introduzidas melhorias diversas no sistema de I/O, novo driver de filesystem exFAT, actualizações dos filesystems F2FS, XFS e Btrfs, suporte para o Apple USB Fast Charge, suporte para novos dispositivos de hardware de som, assim como muitas outras melhorias.

Na Newsletter desta semana apresentamos diversas noticias, artigos científicos assim como projetos de maker.

Esta Newsletter encontra-se mais uma vez disponível no sistema documenta do altLab. Todas as Newsletters encontram-se indexadas no link.

Newsletter Nº265

Newsletter Nº265
Newsletter Nº265

Faz hoje anos que nascia, em 1895, o astrónomo alemão Rudolph Minkowski. Ele estudou espectros, distribuições e movimentos de nebulosas planetárias e mais que duplicou o número conhecido. Ele investigou novas e super-novas e seus remanescentes, especialmente a física e a expansão da Nebulosa de Câncer (um remanescente pulsar). Com Walter Baade, Minkowski dividiu as super-novas nos tipos I e II com base nas características espectrais e identificaram contra-partes ópticas de muitas das primeiras fontes de rádio, incluindo Cygnus A, Virgo A (M87), Perseus A (NGC 1275) e Centaurus A (NGC 5128). Pouco antes de se reformar, ele encontrou o que foi durante anos o maior desvio para o vermelho conhecido numa galáxia. Ele foi premiado com a Medalha Bruce em 1961 por serviços distintos à astronomia.

Faz também hoje anos que nascia, em 1911, o físico americano Alfred O. C. Nier. Ele refinou o processo espectrométrico de massa para distinguir isótopos. Em 1934, com Lyman T. Aldrich, ele aplicou o decaimento do potássio-40 ao árgon-40 para medir a idade dos materiais geológicos. Ele descobriu (1936-38) uma série de novos isótopos de tão baixa abundância que não tinham sido detectados anteriormente, incluindo S36, Ca46, Ca48 e Os186. Nier mostrou como a proporção de isótopos radioactivos de urânio e seus produtos de decomposição era um segundo método para estimar a idade das rochas. Durante a Segunda Guerra Mundial, com outros, ele mostrou (1940) que o urânio-235 mais raro sofre fissão, o que não é comum no U-238.

Faz igualmente hoje anos que nascia, em 1917, o inventor e escritor americano Edgar Villchur. Ele ficou conhecido pela sua invenção em 1954 do altifalante de suspensão acústica que revolucionou o campo de equipamentos de alta fidelidade.

Por fim, faz hoje anos que nascia, em 1930, o astrónomo americano Frank Drake. Ele formulou a Equação com o seu nome para estimar o número de civilizações tecnológicas que podem existir na galáxia Via Láctea, N = R * × fp × ne × fl × fi × fc × L. Usando suposições plausíveis para os parâmetros, Drake concluiu que talvez 10 planetas na nossa galáxia possam ter sinais detectáveis originários da vida. Em 1960, Drake liderou a primeira pesquisa, o Projecto Ozma, de dois meses, para escutar padrões em ondas de rádio com um padrão complexo e ordenado, que se supõe representar mensagens de alguma inteligência extraterrestre. Carl Sagan e Drake projectaram as placas do Pioneer 10 e Pioneer 11 com o objectivo de cumprimentar e informar qualquer vida extraterrestre que pudesse encontrar os vasos depois que eles deixassem o sistema solar. Foi também fundador da iniciativa SETI (search for extraterrestrial intelligence).

Nesta semana que passou a fundação Raspberry Pi anunciou uma nova versão da sua placa Raspberry Pi 4. Tendo o Raspberry Pi 4 quase um ano e tendo vendas de certa de 3 milhões de unidades vendidas foi apresentada mais uma variante deste modelo – uma placa Raspberry Pi 4 com 8GB de memória. Isto foi possível, porque o chip usado no Raspberry Pi 4 permite endereçar até 16GB de memória. Para comportar o necessário aumento de consumo energético foram também feitas alterações no sistema de alimentação da placa.

Também nesta que passou, abortou a tentativa de lançar pela primeira vez para o espaço astronautas dentro dum veiculo espacial construído pela SpaceX. O Crew Dragon deveria ter sido lançado com os astronautas Bob Behnken e Doug Hurley esta quarta-feira com destino à estação espacial Internacional mas as condições meteorológicas adversas impediram o lançamento. Vai ser feito uma nova tentativa já neste sábado 30 de Maio as 15:22 EST.

Por fim, nesta semana que passou a tentativa de lançamento do foguetão LauncherOne da Virgin Orbit, a partir de um avião, falhou. Após o foguetão ter sido largado do Boeing 747 – “Cosmic Girl” – não seguiu com o plano de voo e acabou por cair. O foguetão deveria cair por alguns segundos antes que o primeiro de seus dois estágios se inflamasse e o impulsionasse pela costa em direcção ao pólo sul para a inserção de sua carga de demonstração numa órbita baixa da Terra.

Na Newsletter desta semana apresentamos diversas noticias, artigos científicos assim como projetos de maker. São apresentadas as revistas MagPI Nº 94 de Junho e newselectronics de 26 de Maio.

Esta Newsletter encontra-se mais uma vez disponível no sistema documenta do altLab. Todas as Newsletters encontram-se indexadas no link.