Newsletter Nº282

Newsletter Nº282
Newsletter Nº282

Faz hoje anos que nascia, em 1501, o médico, matemático e astrólogo italiano Girolamo Cardano. Ele foi o primeiro a dar uma descrição clínica da febre tifóide. O seu livro, Ars magna (“Grande Arte”, 1545) foi uma das grandes conquistas da história da álgebra, em que publicou as soluções para as equações cúbicas e quadráticas. As suas invenções mecânicas incluíam a fechadura com combinação, o cardan da bússola consistindo em três anéis concêntricos e a junta universal para transmitir o movimento rotativo em vários ângulos (como usado nos veículos actuais). Ele contribuiu para a hidrodinâmica e sustentou que o movimento perpétuo é impossível, excepto em corpos celestes. Cardano publicou duas enciclopédias de ciências naturais, introduziu a grade Cardan, uma ferramenta criptográfica (1550) e foi um crente ao longo da vida como astrólogo.

Faz também hoje anos que nascia, em 1801, o matemático russo Mikhail Ostrogradsky. Ele contribuiu nas áreas de cálculo integral e física matemática. Ele escreveu livros que ajudaram a melhorar o padrão no ensino da matemática na Rússia. A partir de 1847, ele também serviu como inspector-chefe das ciências matemáticas em escolas militares. Ele é considerado o fundador da escola russa de mecânica teórica, numa ampla gama de tópicos, incluindo calor, elasticidade, teoria da percussão, balística e teoria da probabilidade. Ele desenvolveu métodos de análise, como em problemas de valor limite e separação de variáveis. Mais importante ainda, ele lidou com princípios variáveis.

Faz igualmente hoje anos que nascia, em 1870, o químico, engenheiro e inventor francês Georges Claude. Ele inventou a luz néon, que foi a precursora da luz fluorescente. Claude foi o primeiro a aplicar uma descarga eléctrica a um tubo selado de gás néon, por volta de 1902 e a fazer uma lâmpada néon (“Néon” do grego neos, que significa “gás novo”). Ele exibiu publicamente a lâmpada néon a 11 de Dezembro de 1910 em Paris.

Por fim, faz hoje anos que nascia, em 1898, a astrofísica americana Charlotte Moore Sitterly. Ela organizou, analisou e publicou livros definitivos sobre o espectro solar e os multipletos de linha espectral. De 1945 a 90 anos, ela conduziu este trabalho no Escritório Nacional de Padrões dos EUA e no Laboratório de Pesquisa Naval. Ela detectou que o tecnécio, um elemento instável (anteriormente conhecido apenas como resultado de experiências de laboratório com reacções nucleares) existe na natureza. Ela fez contribuições importantes para a compilação de tabelas para níveis de energia atómica associados a espectros ópticos, que agora são material de referência padrão. Como instrumentos transportados em foguetes espaciais forneceram novos dados no ultravioleta, ela estendeu essas tabelas além do alcance óptico. Ela foi premiada com a Medalha Bruce em 1990.

Nesta semana que passou ficámos a conhecer a história de uma aldeia do País de Gales que durante 18 meses ficava sem Internet às 7 horas da manhã sem qualquer razão. Depois e inúmeras queixas, troca de equipamentos, e tendo esgotado todas as outras vias, os engenheiro foram para o terreno fazer um teste final para ver se a falha estava a ser causada por um fenómeno conhecido como SHINE (Single High-level Impulse Noise), onde a interferência eléctrica é emitida por um aparelho que pode, então, ter um impacto na banda larga conectividade. O que descobriram foi que efectivamente existia um aparelho de televisão bastante antigo que era ligado todos os dias às 7 horas da manhã e provocava o referido efeito.

Também nesta semana que passou realizou-se o evento da Tesla designado por “Battery Day”. No evento foram apresentadas inúmeras novidades das quais se destacam muitas melhorias ao nível do desenvolvimento das baterias que equipam os carros que passam pelo seu processo de fabrico, melhorias tecnológicas ao nível dos materiais usados e da sua dimensão. Estas melhorias poderão ter como consequência uma redução estimada de cerca de 56% do custo $/kWh. Estas novas baterias deverão ficar disponíveis em cerca de 18 meses e darão um aumento de autonomia de cerca de 16%. Foi também falada da intenção de lançar um veiculo de 25.000 USD e do Model S Plaid. Este ultimo, que já pode ser encomendado, tem 1.100 cv e um custo de 140.000 USD e que terá a “aceleração mais rápida de 0 aos 100 km/h de qualquer carro de produção” (cerca de 2 segundos) contando com uma autonomia até 840 Km.

Na Newsletter desta semana apresentamos diversas noticias, artigos científicos assim como projetos de maker. São apresentadas as revistas Hack Space Magazine nº 35 de Outubro, a MagPI nº 98 de Outubro e a newelectronics de 22 Setembro.

Esta Newsletter encontra-se mais uma vez disponível no sistema documenta do altLab. Todas as Newsletters encontram-se indexadas no link.