Newsletter Nº247

Newsletter Nº247
News­let­ter Nº247

Faz hoje anos que nas­cia, em 1840, o físi­co ale­mão Ernst Abbe res­pon­sá­vel por esta­be­le­cer uma base téc­ni­ca e teó­ri­ca para o dese­nho de ins­tru­men­tos ópti­cos. A con­di­ção “Abbe sine” per­mi­tiu pro­jec­tar len­tes sem a dis­tor­ção de aber­ra­ção esfé­ri­ca da ima­gem. Ele inven­tou o sis­te­ma de len­tes apo­cro­má­ti­cas (1868) e adi­ci­o­nou a len­te do con­den­sa­dor Abbe para melho­rar a ilu­mi­na­ção do micros­có­pio (1870). Ele usou imer­são homo­gé­nea de amos­tra e obje­ti­va de micros­có­pio em óleo de cedro com índi­ce de refrac­ção cor­res­pon­den­te para obter mai­or ampli­a­ção. Ele inven­tou o refra­tó­me­tro Abbe para medir um índi­ce de refrac­ção. A par­tir de 1866, ele cola­bo­rou com Carl Zeiss para pro­du­zir ins­tru­men­tos ópti­cos de alta qua­li­da­de. Ele tor­nou-se o úni­co pro­pri­e­tá­rio dos tra­ba­lhos ópti­cos da Zeiss em 1888. A Par­tir de 1878, ele tam­bém foi direc­tor dos obser­va­tó­ri­os astro­nó­mi­cos e mete­o­ro­ló­gi­cos da Uni­ver­si­da­de de Jena.
Faz tam­bém anos hoje que nas­cia, em 1862, o mate­má­ti­co David Hil­bert que redu­ziu a geo­me­tria a uma série de axi­o­mas e con­tri­buiu subs­tan­ci­al­men­te para o esta­be­le­ci­men­to dos fun­da­men­tos for­ma­lis­tas da mate­má­ti­ca. No seu livro, Foun­da­ti­ons of Geo­me­try, ele apre­sen­tou o pri­mei­ro con­jun­to com­ple­to de axi­o­mas des­de Eucli­des. O seu tra­ba­lho em 1909 sobre equa­ções inte­grais levou à pes­qui­sa do sécu­lo XX em aná­li­se fun­ci­o­nal (na qual as fun­ções são estu­da­das em gru­pos). Hoje, o nome de Hil­bert é mui­tas vezes lem­bra­do pelo con­cei­to de espa­ço de Hil­bert na físi­ca quân­ti­ca, um espa­ço de dimen­sões infi­ni­tas.

Nes­ta sema­na que pas­sou ficá­mos a saber que o Rover Curi­o­sity sofreu um pro­ble­ma que lhe pro­vo­cou um con­ge­la­men­to tem­po­rá­rio. Ao ter per­di­do o seu “sen­ti­do” de ori­en­ta­ção o Rover Curi­o­sity por ques­tões de segu­ran­ça parou no local onde se encon­tra­va até que pos­sa nova­men­te “saber” onde se encon­tra. Ten­do man­ti­do-se con­ti­nu­a­men­te em con­tac­to com a mis­são que o acom­pa­nha na Ter­ra os enge­nhei­ros da equi­pa con­ce­be­ram um pla­no para recu­pe­rar o Rover des­te pro­ble­ma e para per­ce­ber o que o levou a esta situ­a­ção. O pla­no foi apli­ca­do com suces­so e o Rover vol­tou a estar total­men­te ope­ra­ci­o­nal para con­ti­nu­ar a explo­rar Mar­te fazen­do as suas expe­ri­ên­ci­as cien­ti­fi­cas.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker. É apre­sen­ta­da a revis­ta Hacks­pa­ce Maga­zi­ne Nº27 de Feve­rei­ro e o livro “Think Python”.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.