Newsletter Nº256

Newsletter Nº256
News­let­ter Nº256

Faz hoje anos que nas­cia, em 1913, o mate­má­ti­co hún­ga­ro Paul Erdös. Ele foi um dos prin­ci­pais espe­ci­a­lis­tas em mate­má­ti­ca do sécu­lo XX e foi pio­nei­ro nos cam­pos da teo­ria dos núme­ros e da com­bi­na­tó­ria. O tipo de mate­má­ti­ca em que ele tra­ba­lha­va era pro­ble­mas sim­ples de enten­der, mas noto­ri­a­men­te difí­ceis de resol­ver. Aos 20 anos, ele des­co­briu uma pro­va para um teo­re­ma clás­si­co da teo­ria dos núme­ros que afir­ma que há sem­pre pelo menos um núme­ro pri­mo entre qual­quer núme­ro intei­ro posi­ti­vo e seu dobro. Nos anos 30, ele estu­dou na Ingla­ter­ra e mudou-se para os EUA no final dos anos 30, quan­do suas ori­gens judai­cas tor­na­ram impos­sí­vel o retor­no à Hun­gria. Afec­ta­do pelo McCarthyism na déca­da de 1950, ele pas­sou boa par­te dos pró­xi­mos dez anos em Isra­el. Onde escre­veu cen­te­nas de arti­gos que fize­ram dele um dos mate­má­ti­cos mais pro­lí­fi­cos da his­tó­ria.

Faz tam­bém anos hoje que nas­cia, em 1916, o bioquí­mi­co nor­te-ame­ri­ca­no Chris­ti­an B. Anfin­sen. Ele rece­beu (con­jun­ta­men­te com Stan­ford Moo­re e Wil­li­am H. Stein) o Pré­mio Nobel de Quí­mi­ca de 1972 por pes­qui­sas sobre a for­ma e a estru­tu­ra pri­má­ria da ribo­nu­cle­a­se (a enzi­ma que hidro­li­sa o RNA). A ribo­nu­cle­a­se é com­pos­ta por uma cadeia de pep­tí­deo úni­co (uma molé­cu­la que con­sis­te em duas ou mais molé­cu­las de ami­noá­ci­dos uni­das por uma liga­ção pep­tí­di­ca) dobra­da numa esfe­ra uni­da por qua­tro liga­ções dis­sul­fu­re­to. Estas liga­ções podem ser que­bra­das para que a enzi­ma fique des­na­tu­ra­da (colap­san­do), per­den­do todas as suas pro­pri­e­da­des enzi­má­ti­cas. Anfin­sen des­co­briu que a sua for­ma e, con­se­quen­te­men­te, seu poder enzi­má­ti­co pode­ri­am ser res­tau­ra­dos e con­cluiu que a ribo­nu­cle­a­se deve reter todas as infor­ma­ções sobre a sua con­fi­gu­ra­ção den­tro dos seus ami­noá­ci­dos.

Por fim, faz anos hoje que nas­cia, em 1973, o cien­tis­ta da com­pu­ta­ção e empre­en­de­dor nor­te-ame­ri­ca­no Lar­ry Page. Ele era estu­dan­te de gra­du­a­ção quan­do co-fun­dou a Goo­gle, Inc. com Ser­gey Brin, enquan­to tra­ba­lha­va no mes­mo dou­to­ra­men­to. Eles desen­vol­ve­ram as suas idei­as para o meca­nis­mo de bus­ca na épo­ca e fun­da­ram a empre­sa em 1998, com apoio finan­cei­ro de inves­ti­do­res, fami­li­a­res e ami­gos. Page era o pre­si­den­te de pro­du­tos da empre­sa. O suces­so foi tão gran­de que, em 19 de Agos­to de 2004, a empre­sa fez uma ofer­ta públi­ca ini­ci­al de acções (IPO) para aumen­tar o capi­tal para cres­cer ain­da mais. Even­tu­al­men­te, o seu valor exce­deu o de Dis­ney, McDo­nals e Gene­ral Motors jun­tos.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker. É apre­sen­ta­do o livro “SIGNAL” da Texas assim como as revis­tas HackS­pa­ce 29 e Mag­PI 92 de Abril e as revis­tas newe­lec­tro­nics de 10 e 24 de Mar­ço.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.