Newsletter Nº187

Newsletter Nº187
Newsletter Nº187

Faz hoje anos que nascia, em 1803, Christian Doppler. Este físico austríaco descreveu pela primeira vez como a frequência observada de luz e ondas sonoras é afetada pelo movimento relativo da fonte e do detector, conhecido como efeito Doppler. Em 1845, para testar sua hipótese, Doppler usou dois conjuntos de trompetistas: um conjunto estacionário numa composição de comboio e um conjunto em movimento num vagão aberto, todos com a mesma nota. Quando o comboio passou pela estação, era óbvio que a frequência das notas dos dois grupos não correspondia. As ondas sonoras teriam uma frequência mais alta se a fonte estivesse se movesse em direcção ao observador e uma frequência menor se a fonte estivesse a afastar-se do observador. Edwin Hubble usou o efeito Doppler da luz de estrelas distantes para determinar que o universo está a expandir-se.

Faz também anos hoje que nascia, em 1849, John Ambrose Fleming. Este engenheiro inglês fez inúmeras contribuições para eletrónica, fotometria, medições eléctricas e telegrafia sem fio. Em 1904, ele descobriu o efeito de uma corrente direccional entre um eléctrodo positivamente polarizado, que ele chamou de ânodo, e o filamento aquecido num tubo de vidro em vácuo; os electrões fluíram apenas do filamento para o ânodo. Fleming chamou o dispositivo de díodo porque continha dois eléctrodos, o ânodo e o filamento aquecido. Ele notou que quando uma corrente alterna era aplicada, apenas as metades positivas das ondas eram passadas – isto é, a onda era rectificada (de AC para DC). Também era possível usar uma onda de frequência de rádio e produzir corrente DC correspondente ao ligar e desligar os sinais transmitidos pelo código Morse.

Faz igualmente anos hoje que nascia, em 1874, António Egas Moniz. Este médico neurologista Português foi o fundador da neurocirurgia moderna. Na década de 1920, ele foi pioneiro na técnica da angiografia cerebral, permitindo o exame de raios X das artérias no cérebro. Na década de 1930, ele desenvolveu a forma original de leucotomia pré-frontal (lobotomia), uma operação para aliviar sintomas graves de doença psiquiátrica. A operação consistia em inserir uma faca afiada no lobo pré-frontal do cérebro, aproximadamente a área acima e entre os olhos; exigia o mínimo de equipamento e durava menos de cinco minutos. Devido a este desenvolvimento, ele foi premiado com o Prémio Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1949 conjuntamente com Walter Hess.

Por fim, faz anos hoje que nascia, em 1959, Richard Ewen Borcherds. Este matemático britânico ganhou a Medalha Fields em 1998 pelo seu trabalho nos campos de álgebra e geometria, em particular pela sua prova da chamada conjectura de Moonshine. Esta conjectura foi formulada no final dos anos 70 pelos matemáticos britânicos John Conway e Simon Norton e apresenta duas estruturas matemáticas numa relação tão inesperada que os especialistas lhe deram o nome de “Moonshine”. Em 1989, Borcherds foi capaz de lançar um pouco mais de luz sobre o contexto matemático deste tópico e produzir uma prova para a conjectura. A conjectura Moonshine fornece uma inter-relação entre o chamado “grupo de monstros” e funções elípticas.

Esta semana ficámos a saber que a sonda Insight da NASA depois de aterrar enviou sinais para a Terra, indicando que seus painéis solares estão abertos e a receber luz solar na superfície de Marte. A sonda Mars Odyssey da NASA retransmitiu os sinais, que foram recebidos na Terra por volta das 17h30. PST (20h30 EST). A implantação de painéis solares garante que a sonda possa recarregar suas baterias todos os dias. A Odyssey também transmitiu um par de imagens mostrando o local de pouso da InSight. Os painéis solares gémeos da InSight têm 2,2 metros de largura cada; quando estão abertos, a superfície inteira é do tamanho de um carro da década de 1960. Marte tem luz solar mais fraca do que a Terra porque está muito mais distante do Sol. Mas a sonda não precisa de muito para operar: os painéis fornecem 600 a 700 watts num dia claro, o suficiente para alimentar um liquidificador doméstico e muito para manter seus instrumentos conduzindo ciência no Planeta Vermelho. Mesmo quando a poeira cobre os painéis – o que provavelmente é uma ocorrência comum em Marte – eles devem ser capazes de fornecer pelo menos 200 a 300 watts.

Na Newsletter desta semana apresentamos diversos projetos de maker. São apresentadas as revstas MagPI 76, a newelectronics de 27 Novembro 2018, a HispaBrick Nº31 e a HackSpace Nº13 de Dezembro.

Esta Newsletter encontra-se mais uma vez disponível no sistema documenta do altLab. Todas as Newsletters encontram-se indexadas no link.