Newsletter Nº152

Newsletter Nº152
Newsletter Nº152

Faz anos hoje que nascia, em 1819, Edwin Drake. Este engenheiro norte-americano da industria petrolífera perfurou o primeiro poço de petróleo produtivo perto de Titusville, Pensilvânia, que lançou a indústria moderna de petróleo dos EUA. O seu sucesso em atingir o petróleo baseou-se na sua crença de que a perfuração seria a melhor maneira de obter petróleo da Terra. Ele organizou a Seneca Oil Co., arrendou terras, e em 27 de Agosto de 1859, atingiu petróleo a uma profundidade de 21 metros. Drake usou um antigo motor a vapor para alimentar a perfuradora. Depois o seu poço começou a produzir petróleo.

Faz igualmente anos hoje que nascia, em 1853, Elihu Thomson. Este engenheiro e inventor inglês-americano foi responsável por descobertas no campo dos fenómenos da corrente alternada que conduziram ao desenvolvimento de motores de corrente alternada com sucesso. Thomson inventou a soldadura eléctrica e outras invenções importantes em iluminação eléctrica e energia, com um total de cerca de 700 patentes. Thomson também foi co-fundador da indústria General Electric Company (em 1892, numa fusão com a Edison Company).

Por fim, faz anos hoje que nascia, em 1873, Tullio Levi-Civita. Este matemático italiano foi um dos fundadores do cálculo diferencial absoluto (análise tensorial) que teve aplicações na teoria da relatividade. Em 1887, ele publicou um famoso artigo em que ele desenvolveu o cálculo de tensores. Em 1900, ele publicou, em conjunto com Ricci, a teoria dos tensores “Méthodes de calcul differential absolu et leures”, numa forma que foi utilizada por Einstein 15 anos depois. Weyl também usou as idéias de Levi-Civita para produzir uma teoria unificada de gravitação e electromagnetismo. Além das importantes contribuições do seu trabalho na teoria da relatividade, Levi-Civita produziu uma série de artigos tratando elegantemente o problema dum campo gravitacional estático.

Na semana que passou ficámos a saber que produção em massa de carros impressos em 3-D está a chegar. O primeiro será da XEV e da Polymaker, um construtor de materiais de impressão 3D. O carro de US $ 7.500, chamado LSEV, levou apenas três dias para ser feito, de acordo com o criador. Todos os componentes no LSEV foram impressos, excepto o chassis, assentos e vidro. O carro de dois lugares parece muito com um carro inteligente, mas não é tão rápido. A sua velocidade máxima é de cerca de 43 quilómetros por hora.

Esta semana também ficámos a saber que a China está a construir um comboio super-maglev que atingirá velocidades perto de 1.000 quilómetros por hora. Cientistas chineses construíram a primeira plataforma de testes de protótipos do mundo para um comboio de levitação magnética a vácuo de altíssima velocidade (maglev). Desenvolvido pela Southwest Jiaotong University, de Sichuan, é o primeiro circuito de teste maglev supercondutor de alta temperatura na China. O circuito de 45 metros, com uma capacidade de carga projectada de 300 kg e uma carga máxima de 1.000 kg, pode levitar o comboio para mais de 20 milímetros acima da pista. É um sistema maglev supercondutor que tem a menor secção transversal e usa a menor quantidade de materiais magnéticos permanentes. O loop é capaz de realizar testes dinâmicos que variam de 0 a 50 quilómetros por hora.

E está a aproximar-se a colisão com a Terra da estação espacial Tiangong-1. Lançada para o espaço em 2011, à cerca de dois anos atrás a agência espacial chinesa informou a perda da telemetria e por consequência do controlo da estação começando nessa altura a mesma a decair em direcção à Terra. Com o peso de 8.5 toneladas, comprimento de 10 metros e diâmetro de 3.3 metros estima-se que este objecto reentre na atmosfera terrestre entre o meio-dia do dia 31 de Março e a tarde do dia 1 de Abril (hora UTC). Não havendo a certeza do local exacto onde irão cair os destroços que sobreviverem à reentrada, as probabilidades dos mesmo colidirem com pessoas ou habitações é imensamente reduzida, sendo provável que se irão despenhar no oceano. Existem um número de fontes na Internet que permitirão acompanhar este evento.

Na Newsletter desta semana apresentamos diversos projetos de maker. São apresentados também a revista MagPI 68 e um livro sobre circuitos baseados em desenhos de referência de laboratório da Analog Devices.

Esta Newsletter encontra-se mais uma vez disponível no sistema documenta do altLab. Todas as Newsletters encontram-se indexadas no link.