Newsletter Nº178

Newsletter Nº178
News­let­ter Nº178

Faz hoje anos que nas­cia, em 1818, Her­mann Kol­be. Este quí­mi­co ale­mão rea­li­zou a pri­mei­ra sín­te­se geral­men­te acei­te de um com­pos­to orgâ­ni­co a par­tir de mate­ri­ais inor­gâ­ni­cos. Enquan­to tra­ba­lha­va no seu dou­to­ra­do, ele tam­bém con­se­guiu pro­du­zir áci­do acé­ti­co a par­tir de com­pos­tos inor­gâ­ni­cos, o que, de acor­do com as dou­tri­nas do vita­lis­mo, era impos­sí­vel. Em 1859, ele con­se­guiu usar fenol e dió­xi­do de car­bo­no para pro­du­zir áci­do sali­cí­li­co, o que levou à pro­du­ção mais bara­ta de áci­do ace­til­sa­li­cí­li­co, ou aspi­ri­na. As duas reac­ções vie­ram a ser cha­ma­das de sín­te­se de Kol­be.

Faz igual­men­te anos hoje que nas­cia, em 1849, Ivan Pavlov. Este Fisi­o­lo­gis­ta rus­so foi agra­ci­a­do com o Pré­mio Nobel de 1904 em Fisi­o­lo­gia ou Medi­ci­na. Ele foi o pio­nei­ro da inves­ti­ga­ção que ele desig­nou de “refle­xo con­di­ci­o­na­do”. Na expe­ri­ên­cia que o tor­nou famo­so, ele trei­nou um cachor­ro famin­to para asso­ci­ar o som de um sino ao rece­ber comi­da. Depois dis­so, o cachor­ro sali­va­ria ao ouvir o sino sozi­nho. Este tra­ba­lho come­çou como um mero estu­do da diges­tão, com uma série de expe­ri­ên­ci­as em cães para inves­ti­gar como as secre­ções diges­ti­vas são regu­la­das. Ele iden­ti­fi­cou três estí­mu­los que cau­sa­ram cães a come­çar a sali­var: ver, chei­rar ou sabo­re­ar comi­da. Ele per­ce­beu que a diges­tão é par­ci­al­men­te con­tro­la­da por estí­mu­los sen­so­ri­ais. Em 1903, Pavlov publi­cou seus resul­ta­dos sobre essa apren­di­za­gem — “refle­xo con­di­ci­o­na­do” (em opo­si­ção a um refle­xo ina­to, como uma reac­ção à dor).

Por fim, faz hoje anos que nas­cia, em 1918, Mar­tin Ryle. Este radi­o­as­tro­no­mo inglês tra­ba­lhou no radar para a defe­sa bri­tâ­ni­ca em tem­po de guer­ra. Após a Segun­da Guer­ra Mun­di­al, ele tor­nou-se um líder no desen­vol­vi­men­to da radi­o­as­tro­no­mia, pro­jec­tan­do sis­te­mas de radi­o­te­les­có­pi­os revo­lu­ci­o­ná­ri­os para usar na loca­li­za­ção pre­ci­sa de fon­tes de rádio fra­cas. Com a sua téc­ni­ca de sín­te­se de aber­tu­ra de inter­fe­ro­me­tria, ele e sua equi­pa loca­li­za­ram regiões de emis­são de rádio no sol e iden­ti­fi­ca­ram outras fon­tes de rádio para que pudes­sem ser estu­da­das sob luz visí­vel. Ryle obser­vou as galá­xi­as mais dis­tan­tes conhe­ci­das do uni­ver­so. Os seus catá­lo­gos de fon­tes de rádio 1C-5C de Cam­brid­ge leva­ram à des­co­ber­ta de nume­ro­sas galá­xi­as de rádio e qua­sa­res. Pela sua téc­ni­ca de sín­te­se de aber­tu­ra, Ryle divi­diu o Pré­mio Nobel de Físi­ca de 1974 (com Antony Hewish), o pri­mei­ro reco­nhe­ci­men­to de pes­qui­sa astro­nó­mi­ca.

Nes­ta sema­na que pas­sou os dois pri­mei­ros rovers trans­por­ta­dos pela nave Haya­bu­sa 2 ope­ra­da pela agên­cia japo­ne­sa JAXA come­ça­ram a explo­rar a super­fí­cie do aste­rói­de 162173 Ryu­gu. Este aste­rói­de tem apro­xi­ma­da­men­te 1 km de diâ­me­tro. Os rovers 1A e 1B cada um com cer­ca de um 1 Kg come­ça­ram a envi­ar ima­gens da super­fí­cie do aste­rói­de cap­ta­das a par­tir das suas câma­ras espe­ci­ais. Este aste­rói­de pen­sa-se que seja uma relí­quia rema­nes­cen­te dos pri­mei­ros dias do nos­so Sis­te­ma Solar, o seu estu­do pode­rá escla­re­cer a ori­gem e a evo­lu­ção do nos­so pró­prio pla­ne­ta.

Tam­bém esta sema­na a MHI Ves­tas apre­sen­tou o seu sis­te­ma eóli­co V164. Sen­do uma pla­ta­for­ma colo­ca­da no mar os núme­ros são impres­si­o­nan­tes. Tem um rotor com o diâ­me­tro de 164 metros e pás de 80 metros, pesan­do cada uma 35 tone­la­das. Uma tur­bi­na tem a capa­ci­da­de de ali­men­tar cer­ca de 5,977 casas ale­mãs.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker. São apre­sen­ta­das as revis­tas Mag­Pi nº74 e a newe­lec­tro­nics de 25 de Setem­bro.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.