Newsletter Nº143

Newsletter Nº143
News­let­ter Nº143

Faz hoje anos que nas­cia, em 1627, Robert Boy­le. Este quí­mi­co e filó­so­fo irlan­dês-inglês notou atra­vés das suas expe­ri­ên­ci­as sobre as pro­pri­e­da­des dos gases e sua expo­si­ção de uma visão cor­pus­cu­lar da maté­ria que era um pre­cur­sor da teo­ria moder­na dos ele­men­tos quí­mi­cos. Ele era um mem­bro fun­da­dor da Royal Soci­ety of Lon­don. De 1656 a 68, resi­diu em Oxford, onde Robert Hoo­ke, o aju­dou a cons­truir a bom­ba de ar. Com esta inven­ção, Boy­le demons­trou as carac­te­rís­ti­cas físi­cas do ar e a neces­si­da­de de ar para a com­bus­tão, res­pi­ra­ção e trans­mis­são de som, publi­ca­do nas Novas Expe­ri­ên­ci­as Físi­co-Mecâ­ni­cas, Tocan­do a Pri­ma­ve­ra do Ar e seus Efei­tos (1660). Em 1661, ele anun­ci­ou à Soci­e­da­de Real sobre a rela­ção do volu­me de gases e a pres­são (Lei de Boy­le).

Faz tam­bém anos hoje que nas­cia, em 1736, Joseph-Louis Lagran­ge. Este mate­má­ti­co ita­li­a­no-fran­cês fez gran­des con­tri­bui­ções para a teo­ria dos núme­ros e para a mecâ­ni­ca ana­lí­ti­ca. O seu livro mais impor­tan­te é o Méca­ni­que analy­ti­que (1788, “Mecâ­ni­ca ana­lí­ti­ca”), o livro sobre o qual todo o tra­ba­lho pos­te­ri­or nes­te cam­po se baseia. Lagran­ge foi um dos cri­a­do­res do cál­cu­lo das vari­a­ções, deri­van­do as equa­ções de Euler-Lagran­ge para extre­mos de fun­ci­o­nais. Ele tam­bém esten­deu o méto­do para levar em con­si­de­ra­ção pos­sí­veis res­tri­ções, che­gan­do ao méto­do dos mul­ti­pli­ca­do­res de Lagran­ge. Lagran­ge inven­tou o méto­do de reso­lu­ção de equa­ções dife­ren­ci­ais conhe­ci­das como vari­a­ção de parâ­me­tros, cál­cu­lo dife­ren­ci­al apli­ca­do à teo­ria das pro­ba­bi­li­da­des e atin­giu tra­ba­lhos notá­veis ​​sobre a solu­ção de equa­ções. Ele pro­vou que todo núme­ro natu­ral é uma soma de qua­tro qua­dra­dos. O seu tra­ta­do “The­o­rie des fonc­ti­ons analy­ti­ques” colo­cou alguns dos fun­da­men­tos da teo­ria gru­pal, ante­ci­pan­do Galois. No cál­cu­lo, Lagran­ge desen­vol­veu uma nova abor­da­gem para inter­po­la­ção e séri­es de Tay­lor. Ele estu­dou o pro­ble­ma de três cor­pos para a Ter­ra, o Sol e a Lua (1764) e o movi­men­to dos saté­li­tes de Júpi­ter (1766) e, em 1772, encon­trou solu­ções espe­ci­ais para esse pro­ble­ma que pro­du­zem o que ago­ra são conhe­ci­dos como pon­tos Lagran­gi­a­nos. Mas, aci­ma de tudo, ele é mais conhe­ci­do por seu tra­ba­lho em mecâ­ni­ca, onde ele trans­for­mou a mecâ­ni­ca new­to­ni­a­na num ramo de aná­li­se, a mecâ­ni­ca lagran­gi­a­na como ago­ra é cha­ma­do, e apre­sen­tou os cha­ma­dos “prin­cí­pi­os” mecâ­ni­cos como resul­ta­dos sim­ples do cál­cu­lo vari­a­ci­o­nal.

Faz igual­men­te anos hoje que nas­cia, em 1878, Ernst Ale­xan­der­son. Este enge­nhei­ro sue­co-ame­ri­ca­no foi o inven­tor de equi­pa­men­tos elec­tró­ni­cos cujas con­tri­bui­ções foram impor­tan­tes para a pri­mei­ra trans­mis­são de rádio ao vivo. Ele desen­vol­veu um alter­na­dor de alta frequên­cia (um dis­po­si­ti­vo que con­ver­te cor­ren­te con­tí­nua em cor­ren­te alter­na­da) capaz de pro­du­zir ondas de rádio con­tí­nu­as e, assim, revo­lu­ci­o­nou a comu­ni­ca­ção por rádio. Mais tar­de, ele foi pio­nei­ro na tele­vi­são, aju­dan­do a desen­vol­ver a tele­vi­são a cores.

Por fim, faz anos hoje que nascia,em 1917, Ilya Pri­go­gi­ne. Este quí­mi­co-físi­co bel­ga nas­ci­do na Rús­sia rece­beu o Pré­mio Nobel de Quí­mi­ca em 1977 por con­tri­bui­ções para a ter­mo­di­nâ­mi­ca de não-equi­lí­brio ou como a vida pode­ria con­ti­nu­ar inde­fi­ni­da­men­te num evi­den­te desa­fio às leis clás­si­cas da físi­ca. O tema prin­ci­pal do tra­ba­lho de Pri­go­gi­ne foi a bus­ca de uma melhor com­pre­en­são do papel do tem­po nas ciên­ci­as físi­cas e na bio­lo­gia. Ele ten­tou con­ci­li­ar uma ten­dên­cia na natu­re­za para que a desor­dem aumen­tas­se (para que as está­tu­as se des­mo­ro­nas­sem ou os cubos de gelo para der­re­ter, con­for­me des­cri­to na segun­da lei da ter­mo­di­nâ­mi­ca) com a cha­ma­da “auto-orga­ni­za­ção”, uma ten­dên­cia com­pen­sa­tó­ria para cri­ar ordem de desor­dem (como vis­to, por exem­plo, na for­ma­ção das pro­teí­nas com­ple­xas numa cri­a­tu­ra viva a par­tir de uma mis­tu­ra de molé­cu­las sim­ples).

Na sema­na que pas­sou ficá­mos a saber que a Goo­gle pla­neia nos pró­xi­mos meses, dis­po­ni­bi­li­zar a tec­no­lo­gia que pos­si­bi­li­ta­rá cen­te­nas de milhões de dis­po­si­ti­vos Android e iOS serem capa­zes de for­ne­cer expe­ri­ên­ci­as de rea­li­da­de aumen­ta­da — o que sig­ni­fi­ca que pode­rá olhar para o mun­do atra­vés do seu tele­fo­ne e colo­car objec­tos digi­tais onde quer que você olhe. Para aju­dar a tra­zer isto para o mai­or núme­ro pos­sí­vel de uti­li­za­do­res, a Goo­gle foi explo­rar a for­ma de levar a rea­li­da­de aumen­ta­da à pla­ta­for­ma web, de modo que algum dia com um nave­ga­dor pos­sa ace­der esta nova tec­no­lo­gia.

Tam­bém esta sema­na que pas­sou ficá­mos a saber que o Face­bo­ok anun­ci­ou que inven­tou uma nova uni­da­de de tem­po — o Flick. Um ‘Flick’ é 1 / 705.600.000 de segun­do e foi cri­a­do para aju­dar a sin­cro­ni­zar as fra­me rates dos víde­os.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker. São apre­sen­ta­dos 42 livros que abor­dam diver­sos temas rela­ci­o­na­dos com IT, como SQL, HTML, Python, Java, Javas­cript, LaTeX, Algo­rithms, C++, etc. Este livros foram com­pi­la­dos a par­tir da docu­men­ta­ção do site “Stack Over­flow”, o con­teú­do é escri­to pelos uti­li­za­do­res do Stack Over­flow. O con­teú­do do tex­to é lan­ça­do no Cre­a­ti­ve Com­mons BY-SA. São tam­bém apre­sen­ta­das as revis­tas newe­e­lec­tro­nics de 23 de Janei­ro, a His­pa­brick nº 29 e a HackS­pa­ce maga­zi­ne #3.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.