Newsletter Nº156

Newsletter Nº156
Newsletter Nº156

Faz hoje anos que nascia, em 1879, Owen Willans Richardson. Este físico inglês recebeu o Prémio Nobel de Física em 1928 pelo “seu trabalho sobre o fenómeno termiônico [emissões de electrões por metais quentes] e especialmente pela descoberta da lei que tem o seu nome”. Esse é o motivo pelo qual um filamento aquecido no tubo de vácuo liberta uma corrente de electrões em direcção ao ânodo, que era essencial para o desenvolvimento de aplicações como amplificadores de rádio ou o tubo de raios catódicos de TV. A lei de Richardson relaciona matematicamente como a emissão de electrões aumenta à medida que a temperatura absoluta da superfície do metal também aumenta. Ele também conduziu pesquisas sobre efeitos fotoeléctricos, o efeito giro-magnético, a emissão de electrões por reacções químicas, raios-X moles e o espectro do hidrogénio.

Faz também anos hoje que nascia, em 1900, Charles Richter. Este sismólogo americano ficou conhecido por ter criado a Escala Richter que mede a magnitude dos terremotos. Ele desenvolveu esta escala, conjuntamente com o seu colega Beno Gutenberg, no início dos anos 1930. A escala atribui classificações numéricas à energia libertada pelos terramotos. Richter usou um sismógrafo para registar o movimento real da Terra durante um terramoto. Trata-se de um instrumento que geralmente consiste num rolo de papel em constante desenrolamento, preso a um lugar fixo, e um pêndulo ou imã suspenso com um dispositivo de marcação acima do rolo. A escala leva em conta a distância do instrumento ao epicentro. Gutenberg sugeriu que a escala fosse logarítmica assim, por exemplo, um terremoto de magnitude 7 seria dez vezes mais forte do que um 6.

Por fim, faz anos hoje que nascia, em 1933, Arno Allan Penzias. Este astrofísico germano-americano dividiu metade do Prémio Nobel de Física de 1978 com Robert Woodrow Wilson pela descoberta de uma fraca radiação electromagnética em todo o universo. A sua detecção desta radiação deu forte suporte ao modelo de evolução cósmica do Big Bang.

Nesta semana que passou ficámos a conhecer o projecto da Asratec que está a desenvolver um “Transformer” totalmente funcional com 4 metros de altura. O J-deite RIDE é um robô que pode se transformar de uma forma humanóide bípede (modo robô) para uma forma accionada por rodas (modo veículo) e para trás. Tem a capacidade para duas pessoas e pode ser operada a partir do banco do condutor. Também pode ser operado por controle remoto via wifi. A BRAVE ROBOTICS projectou e desenvolveu o hardware, incluindo o exclusivo mecanismo de transformação, e o sistema de controle do robô da Asratec, o “V-Sido”, executa os movimentos do robô, como a transformação, a marcha bípede, a direcção e muito mais. O designer mecânico Kunio Okawara colaborou no design do robô.

Foi hoje lançada a nova versão do sistema Linux da Canonical – o Ubuntu. Com o nome de código Bionic Beaver esta versão é uma versão LTS (Long Time Support) e como principais novidades tem o Kernel Linux 4.15, o libreoffice foi actualizado para a versão 6.0, o calendário suporta previsões do tempo, algumas ferramentas foram empacotadas no formato snap, o GNOME Shell suporta o Thunderbolt 3, entre outras novidades. Esta newsletter foi escrita com o Geany em cima de um Ubuntu 18.04.

Na Newsletter desta semana apresentamos diversos projetos de maker. São apresentadas as revistas HackSpace magazine #6, a newelectronics de 24 de Abril e a MagPI 69 de Maio.

Esta Newsletter encontra-se mais uma vez disponível no sistema documenta do altLab. Todas as Newsletters encontram-se indexadas no link.