Newsletter Nº133

Newsletter Nº133
News­let­ter Nº133

Faz hoje anos que nas­cia, em 1717, Jean le Rond d’Alembert. Este mate­má­ti­co fran­cês ficou conhe­ci­do pelo seu tra­ba­lho em vári­os cam­pos da mate­má­ti­ca apli­ca­da, em par­ti­cu­lar o da dinâ­mi­ca. Em 1743 publi­cou seu “Trai­té de Dyna­mi­que”, no qual apli­ca a ter­cei­ra lei do movi­men­to de New­ton, em que a lei de New­ton não só é váli­da para os cor­pos fixos, mas tam­bém para os cor­pos em movi­men­to livre. D’Alembert tam­bém escre­veu sobre a dinâ­mi­ca dos flui­dos, a teo­ria dos ven­tos, as pro­pri­e­da­des das cor­das vibra­tó­ri­as e expe­ri­ên­ci­as con­du­zi­das sobre as pro­pri­e­da­des do som. A sua ino­va­ção pura­men­te mate­má­ti­ca mais sig­ni­fi­ca­ti­va foi sua inven­ção e desen­vol­vi­men­to da teo­ria das equa­ções dife­ren­ci­ais par­ci­ais.

Faz tam­bém anos hoje que nas­cia, em 1835, Euge­nio Bel­tra­mi. Este Mate­má­ti­co e físi­co mate­má­ti­co ita­li­a­no ficou conhe­ci­do pelos seus con­cei­tos de geo­me­tria não eucli­di­a­na. Em 1865, ele publi­cou um arti­go sobre como ele­men­tos de linha nas super­fí­ci­es de cur­va­tu­ra cons­tan­te pode­ri­am ser repre­sen­ta­dos por expres­sões line­a­res. A sua abor­da­gem ofe­re­ceu uma nova repre­sen­ta­ção da geo­me­tria de cur­va­tu­ra cons­tan­te que era con­sis­ten­te com a teo­ria eucli­di­a­na. Bel­tra­mi estu­dou elas­ti­ci­da­de, teo­ria das ondas, ópti­ca, ter­mo­di­nâ­mi­ca e a teo­ria do poten­ci­al. Foi o pri­mei­ro a explo­rar os con­cei­tos de hipe­res­pa­ço e tem­po como uma quar­ta dimen­são. As suas inves­ti­ga­ções na con­du­ção de calor leva­ram a equa­ções dife­ren­ci­ais par­ci­ais line­a­res. Alguns dos últi­mos tra­ba­lhos de Bel­tra­mi esta­vam numa inter­pre­ta­ção mecâ­ni­ca das equa­ções de Maxwell.

Por fim, faz anos hoje que nas­cia, em 1841, Jules Viol­le. Este físi­co fran­cês nas­ci­do em Lan­gres, fez a pri­mei­ra deter­mi­na­ção de alti­tu­de da cons­tan­te solar (em 1875, no Mont Blanc nos Alpes fran­ce­ses e suí­ços). Ele tam­bém deter­mi­nou os pon­tos de fusão de palá­dio, pla­ti­na e ouro. Viol­le tam­bém esta­va inte­res­sa­do na teo­ria dos gey­sers, na ori­gem do gra­ni­zo e na explo­ra­ção atmos­fé­ri­ca atra­vés de amos­tra­gens por balão. Para radi­a­ção de alta tem­pe­ra­tu­ra, ele propôs uma uni­da­de foto­mé­tri­ca, a viol­le ou o padrão de Viol­le (1881). Seu actinô­me­tro é uma for­ma de pirhe­li­ô­me­tro, um dis­po­si­ti­vo para medir a inten­si­da­de da luz solar. Foi modi­fi­ca­do a par­tir da inven­ção de John Hers­chel de 1825. Ele con­sis­te em duas esfe­ras con­cên­tri­cas vazi­as con­ten­do água entre elas. A luz do sol pas­sa atra­vés de uma aber­tu­ra e cai sobre uma lâm­pa­da do ter­mó­me­tro na esfe­ra inter­na oca.

Na sema­na que pas­sou ficá­mos a saber que a Way­mo ago­ra está a tes­tar os seus car­ros autó­no­mos na via públi­ca sem nin­guém ao volan­te. Os tes­tes tam­bém não estão limi­ta­dos a uma ou duas rotas; A área de tes­te onde os ensai­os ver­da­dei­ra­men­te sem con­du­tor estão a ser rea­li­za­dos é em Chan­dler, Ari­zo­na (par­te da área metro­po­li­ta­na de Pho­e­nix), e os car­ros podem ir a qual­quer lugar den­tro des­se espa­ço defi­ni­do. É difí­cil subes­ti­mar a impor­tân­cia des­te mar­co: a Way­mo está a ope­rar em auto­no­mia de nível 4, par­ti­lhan­do estra­das públi­cas com car­ros e pedes­tres huma­nos, sem que nin­guém no volan­te pos­sa assu­mir o con­tro­lo, caso as coi­sas não fun­ci­o­nem como pla­ne­a­do.

Tam­bém esta sema­na uma equi­pa médi­ca ale­mã pro­ce­deu à tro­ca de cer­ca de 80 por­cen­to da pele de uma cri­an­ça de sete anos. Esta medi­da foi neces­sá­ria para sal­var a vida da cri­an­ça que tinha uma pato­lo­gia rara que lhe pro­vo­ca­va feri­das e bolhas expos­tas. Uma uni­da­de de quei­ma­dos ten­tou, sem suces­so, um tra­ta­men­to con­ven­ci­o­nal. Os médi­cos reti­ra­ram uma peque­na amos­tra de pele de um dos pou­cos luga­res no cor­po da cri­an­ça, que não esta­va afec­ta­da, e envi­ou para o prof. De Luca. A sua equi­pa no cen­tro usou um vírus para inse­rir nas célu­las da pele uma cópia cor­re­ta de um gene cha­ma­do LAMB3; A pró­pria cópia defei­tu­o­sa do meni­no cau­sou sua epi­der­mó­li­se bolho­sa. De Luca e seus cole­gas cres­ce­ram as célu­las da pele sobre estru­tu­ras arti­fi­ci­ais no seu labo­ra­tó­rio para for­mar gran­des peda­ços. Estes foram pos­tei­or­men­te apli­ca­dos em duas cirur­gi­as na cri­an­ça.

Ain­da esta sema­na, Linus Tor­valds anun­ci­ou a ver­são 4.14 do Ker­nel Linux. Esta ver­são tem um sig­ni­fi­ca­do espe­ci­al por ser de supor­te lon­go (LTS). Ape­li­da­do de “Fear­less Coyo­te”, esta ver­são traz como novi­da­des uma mai­or capa­ci­da­de de ende­re­ça­men­to de memó­ria na arqui­tec­tu­ra x86_64, melho­ri­as VEGA, supor­te para com­pres­são zstd adi­ci­o­na­do, AMD Secu­re Memory Encryp­ti­on em CPUs EPYC, novo dri­ver wifi real­tek, melho­ri­as nos filesys­tems F2FS para Android e Btrfs, EXT4, XFS, etc.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker assim como dois mode­los 3D que pode­rão ser úteis. É apre­sen­ta­do tam­bém o livro “Don’t Panic: Mobi­le Developer’s Gui­de to The Galaxy, 17th Edi­ti­on”.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.