SapoCodebits VII — The Aftermath

DSC_1381

 

Mais um ano, mais um Code­bits!

E o AltLab este­ve lá mas des­ta vez não fomos a pré­mi­os, tive­mos sim a hon­ra de ter sido con­vi­da­dos.
Como res­pos­ta ao desa­fio deci­di­mos usar a pra­ta da casa e apos­tar nos nos­sos workshops;

- ALTLAB JUNK CHALLENGE
INTRODUÇÃO AO FRITZING (DESENHO DE CIRCUITOS E PCB BÁSICAS)
MÉTODOS DE PRODUÇÃO DE PCB

Todos sem excep­ção foram um suces­so, em espe­ci­al o embri­o­ná­rio Junk Chal­len­ge que agre­gou os cod­bi­tá­ri­os tipo mara­bun­tas, à vol­ta das car­ca­ças de vári­os equi­pa­men­tos em fim de vida, com o intui­to de apren­der a des­mon­tar rea­pro­vei­tar e rea­de­quar os com­po­nen­tes de qual­quer equi­pa­men­to ele­trô­ni­co. Foi um mimo ver as impres­so­ras a se desin­te­gra­rem sob a acção das nos­sas for­mi­gui­nhas volun­tá­ri­as.

Nos nos­sos Hack-in-situ pro­jects tive­mos;

- TV Osci­los­co­pio
— Racing Car Run (RCR) aka “Rea­li­za a Vir­tu­a­li­da­de”

Com gran­de des­ta­que para o RCR (em foto de capa) uma base inte­res­san­te para tirar o pes­so­al do sofá e dar exer­cí­cio aos neu­ró­ni­os e aos mús­cu­los, um pro­jec­to que não seguiu o pla­no , yes!!!

O que come­çou por ter como input o bati­men­to car­día­co, aca­bou ao rit­mo de uma mar­cha. O pla­no ini­ci­al con­ta­va com um con­tro­la­dor por bati­men­to car­di­a­co com o apoio do pes­so­al do bita­li­no, que gen­til­men­te nos empres­ta­ram um sen­sor de bati­men­to car­día­co, mas como está­va­mos numa de mar­car pas­so, con­se­gui­mos ao fim da noi­te de sex­ta ter a pis­ta de car­ros a mexer-se com um step­per de exer­cí­cio

Quan­do nos dedi­ca­mos con­se­gui­mos! A velo­ci­da­de do car­ro ain­da não é pro­por­ci­o­nal à velo­ci­da­de do atle­ta, mas tam­bém não que­ría­mos fazer tudo bem à pri­mei­ra. Aca­bou por ficar defi­ni­do com uma velo­ci­da­de míni­ma para o car­ro andar.

Após des­mon­ta­gem, por­que no dia seguin­te as coi­sas tinham que estar pron­tas para o workshop de PCB, des­co­bri­mos que fazer é uma coi­sa e refa­zer é outra e tive­mos algu­ma difi­cul­da­de a repor o kit, mas con­se­gui­mos, tan­to, que des­co­bri­mos um peque­no bug no sis­te­ma, que per­mi­tia que se ficás­se­mos para­dos no pé cer­to o car­ro anda­va sozi­nho.

Mas ago­ra temos que vol­tar a mon­tar a pis­ta numa ver­são está­vel e arran­car com o cam­pe­o­na­to e dar segui­men­to às nos­sas idei­as.

É pre­ci­so docu­men­tar para vol­tar a fazer.

Venha o pro­xi­mo even­to…