Newsletter Nº113

Newsletter Nº113
News­let­ter Nº113

Faz hoje anos que nas­cia, em 1903, Alan Blum­lein. Este enge­nhei­ro elec­tro­téc­ni­co inglês ficou conhe­ci­do pelas suas inú­me­ras inven­ções nos cam­pos das tele­co­mu­ni­ca­ções, da gra­va­ção de som, do som este­re­o­fó­ni­co, da tele­vi­são e do radar. Blum­lein paten­te­ou o ampli­fi­ca­dor Ultra-Line­ar . Com um design apa­ren­te­men­te sim­ples, o cir­cui­to for­ne­ceu uma liga­ção no enro­la­men­to pri­má­rio do trans­for­ma­dor de saí­da para for­ne­cer feed­back para a segun­da gre­lha, o que melho­rou a line­a­ri­da­de do ampli­fi­ca­dor. Com a liga­ção colo­ca­da na extre­mi­da­de do âno­do do enro­la­men­to pri­má­rio, o tubo (vál­vu­la) está efec­ti­va­men­te conec­ta­do como um tri­o­do, e se a liga­ção esta­va na extre­mi­da­de de ali­men­ta­ção, como um pen­to­do puro. Blum­lein des­co­briu que, se a liga­ção fos­se colo­ca­da a uma dis­tân­cia de 15–20% abai­xo da extre­mi­da­de de for­ne­ci­men­to do trans­for­ma­dor de saí­da, o tubo ou a vál­vu­la com­bi­na­ri­am as carac­te­rís­ti­cas posi­ti­vas tan­to do tri­o­do quan­to do design do pentodo.
Faz tam­bém anos hoje que nas­cia Geor­ge Ellery Hale. Nas­ci­do em Chi­ca­go em 1868 este astró­no­mo ficou conhe­ci­do pela sua des­co­ber­ta de cam­pos mag­né­ti­cos em man­chas sola­res e como ele­men­to prin­ci­pal no pla­ne­a­men­to e cons­tru­ção de vári­os teles­có­pi­os de impor­tân­cia mun­di­al; Nome­a­da­men­te, o teles­có­pio de refrac­ção de 40 pole­ga­das no Yer­kes Obser­va­tory, teles­có­pio reflec­tor Hale de 60 pole­ga­das no Mount Wil­son Obser­va­tory, teles­có­pio reflec­tor de 100 pole­ga­das, no Mount Wil­son, e o teles­có­pio reflec­tor Hale de 200 pole­ga­das no Obser­va­tó­rio Palomar.
Por fim, faz hoje anos que nas­cia, em 1833, Peter Waa­ge. Este quí­mi­co Noru­e­guês con­jun­ta­men­te com seu cunha­do Cato Maxi­mi­li­an Guld­berg, des­co­bri­ram e desen­vol­ve­ram a lei de acção das mas­sas entre 1864 e 1879.

Na sema­na que pas­sou a Thys­sen­krupp apre­sen­tou o pri­mei­ro ele­va­dor sem cor­da. O MULTI é uma das ino­va­ções mais avan­ça­das do setor, desen­vol­vi­das des­de o sécu­lo 19: o pri­mei­ro sis­te­ma de ele­va­ção sem cor­da e com movi­men­to late­ral do mun­do. Em vez de uma cabi­ne por eixo moven­do-se para cima e para bai­xo, o MULTI ofe­re­ce vári­as cabi­nes ope­ran­do em loop, como um sis­te­ma de metro den­tro de um prédio.
A Cano­ni­cal pas­sou a supor­tar o Ubun­tu Core a cor­rer no Rasp­ber­ry Pi Com­pu­te Modu­le 3.
Ain­da esta sema­na a fun­da­ção Eclip­se apre­sen­tou o seu novo IDE — o Eclip­se Oxy­gen. O Eclip­se Oxy­gen des­te ano é o 12º lan­ça­men­to ofi­ci­al simul­tâ­neo (SR); Inclui o tra­ba­lho árduo de 83 pro­jec­tos de códi­go aber­to, que inclui apro­xi­ma­da­men­te duas milhões de novas linhas de códi­go. O resul­ta­do des­te pro­ces­so é um repo­si­tó­rio com­pos­to de soft­ware aber­to e uma nova ver­são do Eclip­se IDE. A ver­são Eclip­se Oxy­gen inclui mui­tas melho­ri­as na fun­ci­o­na­li­da­de e desem­pe­nho, inclui novas fer­ra­men­tas para aná­li­se de cober­tu­ra de códi­go Java ™.
Faz tam­bém hoje 10 anos que che­gou às lojas o pri­mei­ro iPho­ne. Quer se gos­te ou não este pro­du­to mar­cou uma mudan­ça no para­dig­ma dos smartpho­ne e impul­si­o­nou, fazen­do algu­mas viti­mas pelo cami­nho, uma ver­da­dei­ra revo­lu­ção na for­ma como usa­mos estes equi­pa­men­tos no nos­so dia-a-dia.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­jec­tos de maker assim como alguns mode­los 3D que pode­rão ser úteis. Saiu a revis­ta Mag­PI nº 59 e a revis­ta newe­lec­tro­nics de 27 de Junho.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.

Newsletter Nº112

Newsletter Nº112
News­let­ter Nº112

Faz hoje anos que nas­cia, em 1910, Kon­rad Zuse. Este enge­nhei­ro ale­mão foi res­pon­sá­vel pela cri­a­ção do pri­mei­ro com­pu­ta­dor pro­gra­má­vel do mun­do; O Z3, ficou ope­ra­ci­o­nal em maio de 1941. Gra­ças a essa máqui­na e aos seus ante­ces­so­res, Zuse é con­si­de­ra­do como o inven­tor do com­pu­ta­dor moderno.
Faz tam­bém anos hoje Her­mann Min­kows­ki. Este mate­má­ti­co ale­mão, nas­ci­do em 1864 ficou conhe­ci­do por ter cri­a­do e desen­vol­vi­do a geo­me­tria dos núme­ros e usou méto­dos geo­mé­tri­cos para resol­ver pro­ble­mas na teo­ria dos núme­ros, na físi­ca mate­má­ti­ca e na teo­ria da rela­ti­vi­da­de. Min­kows­ki é tal­vez mais conhe­ci­do pelo seu tra­ba­lho na rela­ti­vi­da­de, no qual ele mos­trou em 1907 que a teo­ria da rela­ti­vi­da­de espe­ci­al do seu anti­go estu­dan­te, Albert Eins­tein (1905), pode­ria ser enten­di­da geo­me­tri­ca­men­te como uma teo­ria do espa­ço-tem­po em qua­tro dimen­sões, conhe­ci­da como a “Espa­ço-tem­po Minkowski”.
Faz tam­bém anos hoje que nas­cia nos Esta­dos Uni­dos, em 1899, Richard Gur­ley Drew. Este inven­tor ficou conhe­ci­do por ter inven­ta­do a fita de pin­tor e o papel celo­fa­ne quan­do tra­ba­lha­va na 3M.
Faz igual­men­te anos hoje que nas­cia James H. Pome­re­ne. Este enge­nhei­ro elec­tro­téc­ni­co Nor­te-Ame­ri­ca­no foi res­pon­sá­vel, con­jun­ta­men­te com os enge­nhei­ros Bru­ce Gil­ch­rist e Y.K. Wong, da inven­ção de um soma­dor rápi­do, que incor­po­rou uma téc­ni­ca de ace­le­ra­ção para adi­ções assín­cro­nas, redu­zin­do o tem­po de pro­pa­ga­ção do trans­por­te. Este pro­je­to foi, na ver­da­de, pos­te­ri­or­men­te incor­po­ra­do num com­pu­ta­dor comer­ci­al, o Phil­co TRANSAC S-2000, intro­du­zi­do em 1957, o pri­mei­ro com­pu­ta­dor tran­sis­to­ri­za­do comercial.
Por fim, faz anos que nas­cia, em 1792, James Beau­mont Neil­son. Este inven­tor esco­cês desen­vol­veu um pro­ces­so de sopro a quen­te que melho­rou a efi­ci­ên­cia do pro­ces­so de fun­di­ção do fer­ro. As expe­ri­ên­ci­as por ele rea­li­za­das demons­tra­ram que a uma tem­pe­ra­tu­ra de 600 °F redu­ziu o con­su­mo para um ter­ço com­pa­ra­do com o sopro a frio e per­mi­tiu que o car­vão fos­se usa­do em vez de coque, com uma eco­no­mia de cus­to adicional.

Nas noti­ci­as da sema­na, um estu­do apre­sen­ta­do demons­tra que as estre­las nas­cem aos pares. De acor­do com uma nova aná­li­se fei­ta por um físi­co teó­ri­co da Uni­ver­si­da­de de Ber­ke­ley na Cali­fór­nia, e um rádio astró­no­mo do Smith­so­ni­an Astrophy­si­cal Obser­va­tory na Uni­ver­si­da­de de Har­vard. Mui­tas estre­las têm com­pa­nhei­ros, incluin­do o nos­so vizi­nho mais pró­xi­mo, Alpha Cen­tau­ri, um sis­te­ma triplo.
A equi­pa que ope­ra o teles­có­pio espa­ci­al da Kepler da NASA lan­çou um catá­lo­go de mis­são de can­di­da­tos de pla­ne­ta que apre­sen­ta 219 novos can­di­da­tos de pla­ne­ta, 10 dos quais são qua­se do tama­nho da Ter­ra e orbi­tam na zona habi­tá­vel da sua estre­la, que é a dis­tân­cia de uma estre­la onde a água líqui­da pode­ria exis­tir na super­fí­cie de um pla­ne­ta rochoso.
Final­men­te e após 26 meses de desen­vol­vi­men­to foi lan­ça­do esta sema­na o Debi­an 9.0 Stret­ch. Que será supor­ta­do nos pró­xi­mos 5 anos, gra­ças ao tra­ba­lho com­bi­na­do da equi­pe Debi­an Secu­rity e da equi­pa Debi­an Long Term Sup­port Team. O Debi­an 9 é dedi­ca­do ao fun­da­dor do pro­jec­to, Ian Mur­dock, que fale­ceu em 28 de dezem­bro de 2015.
Esta sema­na tam­bém é noti­cia a Auto­eu­ro­pa por fazer uso da tec­no­lo­gia de impres­são 3D. O caso da Auto­eu­ro­pa ilus­tra como a impres­são em 3D pode ser de gran­de valor para a indús­tria auto­mó­vel. Enquan­to — tra­di­ci­o­nal­men­te — a impres­são em 3D cos­tu­ma­va ser asso­ci­a­da à cri­a­ção de pro­tó­ti­pos, pos­sui um gran­de poten­ci­al para a fabri­ca­ção de empre­sas na cri­a­ção de fer­ra­men­tas, jigs, dis­po­si­ti­vos eléc­tri­cos e outras fer­ra­men­tas de fabri­ca­ção per­so­na­li­za­das. Com a impres­são em 3D, é pos­sí­vel cri­ar pro­jec­tos alta­men­te com­ple­xos e fazer revi­sões e cor­rec­ções rápi­das, sem pena­li­da­des de cus­tos ou lon­gos pra­zos de entre­ga. As fer­ra­men­tas podem ser adap­ta­das para cor­res­pon­der aos requi­si­tos exac­tos, tor­nan­do a fun­ção e o desem­pe­nho os prin­ci­pais dri­vers do design e não cus­to ou o tempo.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­jec­tos de maker assim como alguns mode­los 3D que pode­rão ser úteis.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.

Newsletter Nº111

Newsletter Nº111
News­let­ter Nº111

Faz hoje anos que nas­cia, em 1916, Her­bert A. Simon. Este nor­te-ame­ri­ca­no ficou conhe­ci­do por ser um dos pio­nei­ros de vári­os dos impor­tan­tes domí­ni­os cien­tí­fi­cos actu­ais, incluin­do a inte­li­gên­cia arti­fi­ci­al, o pro­ces­sa­men­to de infor­ma­ção, a toma­da de deci­são, a reso­lu­ção de pro­ble­mas, a teo­ria orga­ni­za­ci­o­nal, os sis­te­mas com­ple­xos e simu­la­ção com­pu­ta­ci­o­nal de des­co­ber­tas cien­tí­fi­cas. Ele cri­ou os ter­mos raci­o­na­li­da­de deli­mi­ta­da e satis­fa­tó­ria, e foi o pri­mei­ro a ana­li­sar a arqui­tec­tu­ra da com­ple­xi­da­de e de pro­por um meca­nis­mo de asso­ci­a­ção pre­fe­ren­ci­al para expli­car as dis­tri­bui­ções da lei do poder.
Tam­bém faz anos hoje que nas­cia em 1755, Antoi­ne Fran­çois, com­te de Four­croy. Este quí­mi­co fran­cês ficou conhe­ci­do pela co-des­co­ber­ta do Irí­dio. Jun­ta­men­te com Lavoi­si­er, Guy­ton de Mor­ve­au, e Clau­de Berthol­let foi tam­bém um dos res­pon­sá­veis pela estan­dar­di­za­ção da nomen­cla­tu­ra quí­mi­ca actual.

Nas noti­ci­as da sema­na, a Boeing estu­da a pos­si­bi­li­da­de de cons­truir aviões comer­ci­ais de pas­sa­gei­ros que voem sem pilo­to, usan­do a inte­li­gên­cia arti­fi­ci­al que guia os con­tro­los para tomar as deci­sões de voo.
inves­ti­ga­do­res da Micro­soft cri­a­ram um sis­te­ma base­a­do em inte­li­gên­cia arti­fi­ci­al que apren­deu a obter a pon­tu­a­ção máxi­ma no jogo de video da déca­da de 1980 Ms. Pac-Man, usan­do um méto­do de divi­são e con­quis­ta que pode­rá ter amplas impli­ca­ções para o ensi­no de agen­tes de AI fazer tare­fas com­ple­xas que aumen­tam as capa­ci­da­des huma­nas. A equi­pa de Malu­u­ba, uma empre­sa cana­di­a­na de “deep lear­ning” adqui­ri­da pela Micro­soft no iní­cio des­te ano, usou um ramo da AI cha­ma­do “rein­for­ce­ment lear­ning” para jogar de for­ma per­fei­ta a ver­são Ata­ri 2600 do Ms. Pac-Man.
A Glo­a­bal­Foun­dri­es anun­ci­ou a dis­po­ni­bi­li­da­de da sua tec­no­lo­gia de semi­con­du­to­res de 7nm — Lea­ding-Per­for­man­ce (7LP) Fin­FET. Esta for­ne­ce um aumen­to de desem­pe­nho de 40 por cen­to para res­pon­der às neces­si­da­des de apli­ca­ções, como pro­ces­sa­do­res móveis de topo, ser­vi­do­res em cloud e infra­es­tru­tu­ras de rede.
Foi anun­ci­a­do esta sema­na que o pla­ne­ta Júpi­ter tem ago­ra 69 luas conhe­ci­das. O pla­ne­ta Júpi­ter é gigan­te: tre­zen­tas e dezas­se­te vezes a mas­sa da Ter­ra, prin­ci­pal­men­te fei­ta de hidro­gé­nio metá­li­co, e no cen­tro de um colec­ti­vo sur­pre­en­den­te de cor­pos natu­rais em órbita.
Foram os astró­no­mos Scott Shep­pard, David Tho­len e Chadwick Tru­jil­lo que fize­ram a des­co­ber­ta das duas novas luas. Estas novas luas têm cer­ca de 1–2 km de tama­nho, e foram vis­tas em ima­gens que fazi­am par­te de uma pes­qui­sa para objec­tos mui­to mais dis­tan­tes na Cin­tu­ra de Edgeworth-Kuiper.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker assim como alguns mode­los 3D que pode­rão ser úteis. É apre­sen­ta­da tam­bém a revis­ta newe­lec­tro­nics de 13 de Junho.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.

Newsletter Nº110

Newsletter Nº110
News­let­ter Nº110

Faz hoje anos que nas­cia em 1955 Tim Ber­ners-Lee. Este enge­nhei­ro inglês é conhe­ci­do por ser o inven­tor da World Wide Web. Em 1989 ele fez uma pro­pos­ta para um sis­te­ma de ges­tão de infor­ma­ções e imple­men­tou a pri­mei­ra comu­ni­ca­ção bem-suce­di­da entre um cli­en­te e ser­vi­dor HTTP (Hyper­text Trans­fer Pro­to­col) via Inter­net em mea­dos de Novem­bro do mes­mo ano. É gra­ças a ele que hoje pode­mos cri­ar e con­sul­tar infor­ma­ção de for­ma ubí­qua e aber­ta na Internet.
Faz hoje tam­bém anos que nas­cia em 1936 Ken­neth G. Wil­son. Este físi­co teó­ri­co nor­te-ame­ri­ca­no fico conhe­ci­do como um pio­nei­ro na uti­li­za­ção de com­pu­ta­do­res para estu­dar físi­ca de par­tí­cu­las. Fez tra­ba­lhos sobre tran­si­ções de fase — ilu­mi­nan­do a essên­cia sub­til de fenó­me­nos como o der­re­ti­men­to do gelo e o mag­ne­tis­mo emergente.
Faz tam­bém anos que nas­cia Bernd T. Matthi­as. Este ale­mão natu­ra­li­za­do nor­te-ame­ri­ca­no tem os cré­di­tos das des­co­ber­tas de cen­te­nas de ele­men­tos e ligas com pro­pri­e­da­des super-condutoras.
Faz igual­men­te anos que nas­cia em 1916 Fran­cis Crick. Este bió­lo­go mole­cu­lar, bio­fí­si­co e neu­ro-cien­tis­ta bri­tâ­ni­co, é conhe­ci­do por ser um co-des­co­bri­dor da estru­tu­ra da molé­cu­la de DNA em 1953 com James Wat­son e Rosa­lind Franklin.
Nas­ci­do em 1832 Essex na Ingla­ter­ra, Char­les Tils­ton Bright foi o enge­nhei­ro elec­tro­téc­ni­co bri­tâ­ni­co que super­vi­si­o­nou a colo­ca­ção do pri­mei­ro cabo tele­grá­fi­co tran­sa­tlân­ti­co em 1858.
Por fim, faz tam­bém hoje anos que nas­cia Gio­van­ni Dome­ni­co Cas­si­ni. Este ita­li­a­no natu­ra­li­za­do fran­cês era um mate­má­ti­co, astró­no­mo, astró­lo­go e enge­nhei­ro. Cas­si­ni é conhe­ci­do pelo seu tra­ba­lho nos cam­pos de astro­no­mia e enge­nha­ria. Cas­si­ni des­co­briu qua­tro saté­li­tes do pla­ne­ta Satur­no e obser­vou a divi­são dos anéis de Satur­no; A Divi­são Cas­si­ni foi nome­a­da após ele. Gio­van­ni Dome­ni­co Cas­si­ni tam­bém foi o pri­mei­ro de sua famí­lia a come­çar a tra­ba­lhar no pro­je­to de cri­a­ção de um mapa topo­grá­fi­co da França.

Esta sema­na a Micro­soft lan­çou um con­jun­to de fer­ra­men­tas de códi­go aber­to para ace­le­rar o “Deep Lear­ning”. O Micro­soft Cog­ni­ti­ve Tool­kit 2.0 é um con­jun­to de fer­ra­men­tas com cen­te­nas de novas fun­ci­o­na­li­da­des para ace­la­rar o pro­ces­so de “Deep Lear­ning” e para garan­tir a inte­gra­ção per­fei­ta em todo o ecos­sis­te­ma de AI.
É noti­cia tam­bém esta sema­na a des­co­ber­ta de um pla­ne­ta que é mais quen­te que a mai­or par­te das estre­las. O pla­ne­ta de nome KELT-9b, está a ser vapo­ri­za­do pela pró­pria estre­la. Tem uma tem­pe­ra­tu­ra esti­ma­da de mais de 7.800 graus Fah­re­nheit (4.600 Kelvin).
A IBM em con­jun­to com a Sam­sung e com a GLOBALFOUNDRIES cri­a­ram um tran­sís­tor para a tec­no­lo­gia de 5nm. Os deta­lhes do pro­ces­so serão apre­sen­ta­dos na con­fe­rên­cia “2017 Sym­po­sia on VLSI Tech­no­logy and Cir­cuits” em Kyo­to, Japão.
E por fim é apre­sen­ta­do um estu­do para expli­car o “Wow!” — sinal vin­do do espa­ço em 1977. Uma equi­pa de inves­ti­ga­do­res do Cen­ter of Pla­ne­tary Sci­en­ce (CPS) final­men­te resol­veu o mis­té­rio do “Wow!” Sinal de 1977. Era uma come­ta, segun­do eles, um que era des­co­nhe­ci­do no momen­to da des­co­ber­ta do sinal. O inves­ti­ga­dor prin­ci­pal, Anto­nio Paris, des­cre­ve sua teo­ria e como a equi­pa pro­vou isso num arti­go publi­ca­do no Jour­nal of the Washing­ton Aca­demy of Sciences.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker assim como um mode­lo 3D que pode­rá ser útil. São apre­sen­ta­dos dois livros, o pri­mei­ro sobre dese­nho e imple­men­ta­ção de Any­ker­nel e de Ker­nels Rump e o segun­do sobre TCP/IP.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.

Newsletter Nº109

Newsletter Nº109
News­let­ter Nº109

Faz hoje anos que nas­cia em 1907 Frank Whit­tle. Este enge­nhei­ro inglês da RAF ficou na his­tó­ria como sen­do o res­pon­sá­vel pela inven­ção do motor a jato. Whit­tle con­ti­nu­ou a tra­ba­lhar no prin­cí­pio do motor a jato após o tra­ba­lho da sua tese, mas final­men­te aban­do­nou-o quan­do atra­vés de cál­cu­los demons­trou que pesa­ria tan­to como um motor con­ven­ci­o­nal do mes­mo impul­so. Pon­de­ran­do o pro­ble­ma que ele pen­sou: “Por que não subs­ti­tuir uma tur­bi­na pelo motor de pis­tão?” Em vez de usar um motor de pis­tão para for­ne­cer o ar com­pri­mi­do para o quei­ma­dor, uma tur­bi­na pode ser usa­da para extrair algum poder da exaus­tão e con­du­zir um com­pres­sor simi­lar ao uti­li­za­do para super-ali­men­ta­do­res. O impul­so de esca­pe res­tan­te iria ali­men­tar o avião.
Faz hoje tam­bém anos Nico­las Léo­nard Sadi Car­not. Este físi­co e enge­nhei­ro mili­tar fran­cês nas­ci­do em 1796 ficou conhe­ci­do como o paii da ter­mo­di­nâ­mi­ca. Car­not cri­ou a pri­mei­ra teo­ria bem suce­di­da da efi­ci­ên­cia máxi­ma de moto­res de calor. O tra­ba­lho de Car­not atraiu pou­ca aten­ção duran­te sua vida, mas depois foi usa­do por Rudolf Clau­sius e Lord Kel­vin para for­ma­li­zar a segun­da lei da ter­mo­di­nâ­mi­ca e defi­nir o con­cei­to de entro­pia. Ficou conhe­ci­do pelo ciclo de Car­not e pelo teo­re­ma de Car­not que é um prin­cí­pio que espe­ci­fi­ca os limi­tes da efi­ci­ên­cia máxi­ma que qual­quer motor tér­mi­co pode obter. A efi­ci­ên­cia de um motor Car­not depen­de uni­ca­men­te da dife­ren­ça entre os reser­va­tó­ri­os de tem­pe­ra­tu­ra quen­te e fria. 

Esta sema­na ficá­mos a saber que a Spa­ceX fez his­tó­ria ao lan­çar com suces­so o pri­mei­ro fogue­te com o seu “boos­ter” reu­ti­li­za­do. A dupla con­quis­ta de relan­çar um fogue­te usa­do e recu­pe­rar o fogue­te nova­men­te foram sau­da­dos pelo mili­o­ná­rio do fun­da­dor da Spa­ceX, Elon Musk, como um pas­so revo­lu­ci­o­ná­rio na bus­ca em redu­zir os cus­tos de lan­ça­men­to e redu­zir os inter­va­los entre os slots espaciais.
A NASA alte­rou o nome da nave espa­ci­al Solar Pro­be Plus — a pri­mei­ra mis­são da huma­ni­da­de para uma estre­la, que será lan­ça­da em 2018 — para “Par­ker Solar Pro­be” em home­na­gem ao astro­fí­si­co Euge­ne Par­ker. Esta mis­são pre­ten­de son­dar a coroa exte­ri­or do Sol. Vai-se apro­xi­mar até 8,5 rai­os sola­res (5,9 milhões de qui­ló­me­tros) da “super­fí­cie” do Sol
Tam­bém esta sema­na come­çou a cons­tru­ção do mai­or teles­có­pio ópti­co do mun­do. Uma vez com­ple­to, será conhe­ci­do como o mai­or teles­có­pio ópti­co do mun­do, que é cin­co vezes mai­or do que os prin­ci­pais ins­tru­men­tos de obser­va­ção que esta­mos a usar hoje. De acor­do com os espe­ci­a­lis­tas, o tama­nho do teles­có­pio ópti­co tem o poten­ci­al de trans­for­mar a nos­sa com­pre­en­são do uni­ver­so, e com seu espe­lho prin­ci­pal, ele terá cer­ca de 39 metros. O ELT está situ­a­do numa mon­ta­nha de 3.000 metros de altu­ra no meio do deser­to de Ata­ca­ma e está calen­da­ri­za­do para come­çar a tra­ba­lhar em 2024.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker. São igual­men­te apre­sen­ta­dos três livros, um sobre par­ti­lha de conhe­ci­men­to com o mun­do de for­ma sus­ten­ta­da, outro sobre intro­du­ção a robôs autó­no­mos e o ulti­mo sobre fun­da­men­tos de pro­gra­ma­ção — uma apro­xi­ma­ção estru­tu­ra­da e modu­lar usan­do C++.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.