Newsletter Nº148

Newsletter Nº148
News­let­ter Nº148

Faz anos hoje que nas­cia, em 1611, John Pell. Este Mate­má­ti­co inglês intro­du­ziu o sinal de divi­são (obe­lus, ÷) na Ingla­ter­ra. O obe­lus foi usa­do pela pri­mei­ra vez por Johann Rahn (1622–1676) em 1659 na Álge­bra de Teuts­che. O livro de Rahn foi inter­pre­ta­do em inglês e publi­ca­do, com adi­ções fei­tas por John Pell. Segun­do algu­mas fon­tes, John Pell foi uma influên­cia cha­ve sobre Rahn e ele pode ser res­pon­sá­vel pelo desen­vol­vi­men­to do sím­bo­lo. Ficou igual­men­te conhe­ci­do pela equa­ção de Pell e pelos núme­ros de Pell.

Faz igual­men­te anos hoje que nas­cia, em 1880, Isa­ac Sho­en­berg. Este Enge­nhei­ro elec­tro­téc­ni­co bri­tâ­ni­co de ori­gem rus­sa foi o prin­ci­pal inven­tor do pri­mei­ro sis­te­ma de tele­vi­são de alta defi­ni­ção, usa­do pela Bri­tish Bro­ad­cas­ting Cor­po­ra­ti­on (BBC) para a pri­mei­ra trans­mis­são públi­ca de alta defi­ni­ção do mun­do (de Lon­dres, 1936). Ele ins­ta­lou as pri­mei­ras esta­ções de rádio na Rús­sia antes de se mudar para a Ingla­ter­ra em 1914. Foi che­fe de um gru­po de pes­qui­sa para Indús­tri­as Eléc­tri­cas e Musi­cais (EMI) que desen­vol­veu (1931–35) um tipo avan­ça­do de câma­ra (o Emi­tron) e um tubo de raio cató­di­co de vácuo rígi­do rela­ti­va­men­te efi­ci­en­te para o recep­tor de tele­vi­são. Até 1964, a BBC usou sua pro­pos­ta téc­ni­ca padrão — 405 linhas de var­re­du­ra e 25 ima­gens por segun­do.

Faz tam­bém anos hoje que nas­cia, em 1910, Archer Mar­tin. Este bioquí­mi­co inglês par­ti­lhou (com R.L.M. Syn­ge) o Pré­mio Nobel de Quí­mi­ca em 1952 pelo o desen­vol­vi­men­to de cro­ma­to­gra­fia de par­ti­ção de papel usan­do dois líqui­dos dife­ren­tes moven­do-se em ângu­los rec­tos. Esta téc­ni­ca ana­lí­ti­ca rápi­da e eco­nó­mi­ca sepa­ra os dife­ren­tes com­po­nen­tes de uma mis­tu­ra, per­mi­tin­do sua iden­ti­fi­ca­ção e aná­li­se. Como uma nova fer­ra­men­ta, pro­por­ci­o­nou exten­sos avan­ços na pes­qui­sa quí­mi­ca, médi­ca e bio­ló­gi­ca. Em 1941, Mar­tin e Syn­ge per­ce­be­ram que a par­ti­ção de um solu­to entre um gás e um líqui­do era pos­sí­vel, mas foi no iní­cio dos anos 1950 que Mar­tin desen­vol­veu a téc­ni­ca de cro­ma­to­gra­fia gás-líqui­do com A. T. James.

Por fim, faz anos hoje que nas­cia, em 1928, Sey­mour Papert. Este Cien­tis­ta infor­má­ti­co nor­te-ame­ri­ca­no ficou conhe­ci­do por ter inven­ta­do a lin­gua­gem de pro­gra­ma­ção de com­pu­ta­dor Logo, uma lin­gua­gem edu­ca­ci­o­nal de pro­gra­ma­ção de com­pu­ta­do­res para cri­an­ças. Estu­dou sob Pia­get, absor­ven­do suas teo­ri­as edu­ca­ci­o­nais. Ele estu­dou for­mas de usar a mate­má­ti­ca para enten­der melhor como as cri­an­ças apren­dem e pen­sam, e sobre as manei­ras pelas quais os com­pu­ta­do­res podem aju­dar na apren­di­za­gem de uma cri­an­ça. Com Mar­vin Minsky, ele co-fun­dou o Labo­ra­tó­rio de Inte­li­gên­cia Arti­fi­ci­al no MIT.

Nes­ta sema­na que pas­sou ficá­mos a saber que um homem de Sas­ka­to­on desen­vol­veu o mai­or bun­ga­low de cam­pis­mo impres­so em 3D. Randy Janes, de Sas­ka­to­on, final­men­te tem o bun­ga­low de cam­pis­mo de seus sonhos. Janes desen­vol­veu e impri­miu em 3D no que foi ava­li­a­do como não ape­nas o mai­or bun­ga­low de cam­pis­mo impres­so em 3D, mas tam­bém um dos mai­o­res objec­tos impres­sos em 3D inter­nos. A impres­são levou nove dias e meio com a mai­or impres­so­ra 3D da Amé­ri­ca do Nor­te. James e sua equi­pa de impres­são ago­ra têm um pro­tó­ti­po fun­ci­o­nal do bun­ga­low. Este tem qua­tro metros de altu­ra e pesa 272 qui­lo­gra­mas.

Tam­bém esta sema­na ficá­mos a saber que a Nokia e a Voda­fo­ne vão ins­ta­lar tec­no­lo­gia 4G na Lua. A pri­mei­ra rede móvel cós­mi­ca apoi­a­rá uma ater­ra­gem lunar pla­ne­a­da pela empre­sa de espa­ço pri­va­do PTS­ci­en­tists. Come­mo­ran­do 50 anos des­de os peque­nos pas­sos de Neil Arms­trong, a empre­sa com sede em Ber­lim tem pro­gra­ma­do lan­çar o seu Módu­lo Autó­no­mo de Ater­ra­gem e Nave­ga­ção (ALINA) em 2019 a bor­do de um fogue­te Spa­ceX Fal­con 9. A cáp­su­la, pro­jec­ta­da para trans­por­tar e ater­rar com dois Audi Lunar Quat­tro rovers, tam­bém ser­vi­rá como uma esta­ção base LTE, per­mi­tin­do a trans­fe­rên­cia sua­ve de dados e víde­os de vol­ta à Ter­ra.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker assim como alguns mode­los 3D que pode­rão ser úteis. É apre­sen­ta­da tam­bém a revis­ta newe­lec­tro­nics de 27 de Feve­rei­ro.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.