Newsletter Nº144

Newsletter Nº144
News­let­ter Nº144

Faz anos hoje que nas­cia, em 1550, John Napi­er. Este esco­cês ficou conhe­ci­do por ser ao mes­mo tem­po mate­má­ti­co, físi­co e astró­no­mo. O fei­to mais conhe­ci­do dele foi ter des­co­ber­to os loga­rit­mos. Ele tam­bém inven­tou os cha­ma­dos “ossos de Napi­er” e tor­nou comum o uso do pon­to deci­mal em arit­mé­ti­ca e mate­má­ti­ca.

Fazem tam­bém anos que nas­ci­am, em 1905, Emi­lio Segrè e Lloyd Berk­ner. O pri­mei­ro era um físi­co ita­li­a­no-ame­ri­ca­no que par­ti­lhou (com Owen Cham­ber­lain) o Prê­mio Nobel de Físi­ca de 1959 pela des­co­ber­ta do anti­pro­tão, uma anti-par­tí­cu­la com a mes­ma mas­sa de um pro­tão, mas com o opos­to na car­ga eléc­tri­ca. Ele tam­bém cri­ou áto­mos do novo ele­men­to Tec­né­cio (1937) e Asta­ti­no (1940). O tec­né­cio ocu­pou um espa­ço até então vazio na Tabe­la Perió­di­ca, e foi o pri­mei­ro ele­men­to arti­fi­ci­al não encon­tra­do na natu­re­za. O asta­ti­no exis­te natu­ral­men­te ape­nas em quan­ti­da­des extre­ma­men­te peque­nas por­que é pro­du­to deca­den­te de áto­mos mai­o­res, e ten­do uma meia-vida de ape­nas algu­mas horas, desa­pa­re­ce rapi­da­men­te por decom­po­si­ção radi­o­ac­ti­va para se tor­na­rem áto­mos de outro ele­men­to. Esti­ma-se que exis­ta actu­al­men­te cer­ca de 31 gra­mas de asta­ti­no na Ter­ra, fazen­do des­te o ele­men­to mais raro de que se tem conhe­ci­men­to.
O segun­do, Lloyd, era um físi­co e enge­nhei­ro nor­te-ame­ri­ca­no, que foi o pri­mei­ro a medir a exten­são, incluin­do a altu­ra e a den­si­da­de, da ionos­fe­ra (cama­das ioni­za­das da atmos­fe­ra da Ter­ra), levan­do a uma com­pre­en­são com­ple­ta da pro­pa­ga­ção de ondas de rádio e aju­dou a desen­vol­ver sis­te­mas de radar, espe­ci­al­men­te o sis­te­ma de aler­ta pre­co­ce à dis­tan­cia. Mais tar­de, inves­ti­gou a ori­gem e o desen­vol­vi­men­to da atmos­fe­ra ter­res­tre. No iní­cio da sua car­rei­ra, ele tra­ba­lhou em faróis de radio-nave­ga­ção para a divi­são Airways do Bure­au of Lighthou­ses (1927–28), como enge­nhei­ro de rádio na expe­di­ção Byrd Antarc­tic. Vol­tan­do ao Bure­au of Stan­dards dos EUA, ele estu­dou a ionos­fe­ra usan­do trans­mis­sões de rádio-pul­so, e depois o mag­ne­tis­mo ter­res­tre com a Ins­ti­tui­ção Car­ne­gie.

Na sema­na que pas­sou, Linus Tor­valds anun­ci­ou o lan­ça­men­to do Ker­nel Linux 4.15. Após um ciclo de desen­vol­vi­men­to que era foram do comum em mui­tas manei­ras esta sema­na foi pos­si­vel lan­çar a ver­são final. Esta foi uma ver­são que teve atra­sos direc­ta­men­te atri­buí­dos aos pro­ble­mas rela­ci­o­na­dos com o melt­down e com o spec­tre — os bugs dos CPU.

Hoje a Spa­ceX lan­çou com suces­so o Gov­Sat-1 a par­tir do Fal­con 9. O fogue­tão Fal­con 9 foi lan­ça­do car­re­gan­do um saté­li­te de geo-comu­ni­ca­ções enco­men­da­do pelo gover­no do Luxem­bur­go. O saté­li­te, cri­a­do pela Orbi­tal STK e ope­ra­do pela SES, apoi­a­rá ope­ra­ções huma­ni­tá­ri­as e mili­ta­res para o Luxem­bur­go, entre outras fun­ções de comu­ni­ca­ção. O fogue­tão des­co­lou da Cabo Cana­ve­ral na quar­ta-fei­ra, um dia depois do lan­ça­men­to ini­ci­al pla­ne­a­do. A jane­la ori­gi­nal não foi viá­vel devi­do ao cli­ma, mas o fogue­tão foi lan­ça­do con­for­me pre­vis­to no ini­cio da sua data alter­na­ti­va com as con­di­ções cli­má­ti­cas favo­rá­veis do dia de hoje.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker. É apre­sen­ta­da a revis­ta Mag­PI nº66.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.