Newsletter Nº142

Newsletter Nº142
News­let­ter Nº142

Faz hoje anos que nas­cia, em 1799, Joseph Dixon. Este inven­tor nor­te-ame­ri­ca­no foi pio­nei­ro no uso indus­tri­al de gra­fi­te e mui­tas outras ino­va­ções. Como impres­sor e fotó­gra­fo, ele pro­jec­tou um espe­lho numa câma­ra que foi o pre­cur­sor do visor, paten­te­ou uma máqui­na a vapor de duas mani­ve­las, desen­vol­veu um méto­do de impres­são de notas para fal­si­fi­ca­do­res de pape­lão. Como fabri­can­te e empre­sá­rio, Joseph Dixon pro­du­ziu o pri­mei­ro lápis fei­to nos EUA, 2 de Abril de 1827, e foi res­pon­sá­vel pelo desen­vol­vi­men­to da indús­tria de gra­fi­te.

Faz tam­bém anos hoje que nas­cia, em 1813, Joseph Glid­den. Este inven­tor nor­te-ame­ri­ca­no, nas­ci­do em Char­les­town — New Hampshi­re, era um fazen­dei­ro de Illi­nois quan­do desen­vol­veu o design do pri­mei­ro ara­me far­pa­do comer­ci­al, um pro­du­to que trans­for­ma­ria o Oci­den­te. Antes des­sa ino­va­ção, os colo­nos das pla­ní­ci­es sem árvo­res não tinham mei­os fáceis de cer­car os ani­mais lon­ge das ter­ras cul­ti­va­das, e os fazen­dei­ros não tinham como evi­tar que seus reba­nhos vague­as­sem por toda par­te. O ara­me far­pa­do de Glid­den abriu as pla­ní­ci­es para a agri­cul­tu­ra em gran­de esca­la e fechou o cam­po aber­to, levan­do a era do vaquei­ro ao fim.

Faz igual­men­te anos hoje que nas­cia, em 1825, Edward Fran­kland. Este quí­mi­co inglês foi um dos pri­mei­ros pes­qui­sa­do­res no cam­po da quí­mi­ca estru­tu­ral, inven­tou o vín­cu­lo quí­mi­co e tor­nou-se conhe­ci­do como o pai da valên­cia. Ele estu­dou com­pos­tos orga­no­me­tá­li­cos — molé­cu­las híbri­das dos conhe­ci­dos ele­men­tos orgâ­ni­cos não metá­li­cos (como car­bo­no, hidro­gé­nio, nitro­gé­nio, enxo­fre, fós­fo­ro) com metais ver­da­dei­ros. Em 1850, pre­pa­rou peque­nas molé­cu­las orgâ­ni­cas con­ten­do metais como o zin­co. Pos­te­ri­or­men­te, ele desen­vol­veu a teo­ria da valên­cia (anun­ci­a­da em 10 de maio de 1852), que cada tipo de áto­mo pos­sui uma capa­ci­da­de fixa de com­bi­na­ção com outros áto­mos.

Nes­ta data faz igual­men­te anos que nas­cia, em 1829, Lud­vig Lorenz. Este físi­co e mate­má­ti­co dina­marquês desen­vol­veu fór­mu­las mate­má­ti­cas para des­cre­ver fenó­me­nos como a rela­ção entre a refrac­ção da luz e a den­si­da­de de uma subs­tân­cia trans­pa­ren­te pura e a rela­ção entre a con­du­ti­vi­da­de e tem­pe­ra­tu­ra tér­mi­ca e tér­mi­ca de um metal (lei Wie­de­mann-Franz-Lorenz).

Faz tam­bém anos hoje que nas­cia, em 1861, Hans Golds­ch­midt. Este quí­mi­co ale­mão inven­tou o pro­ces­so tér­mi­te (alu­mi­no-ter­mi­co) que foi adop­ta­do mun­di­al­men­te para sol­dar as linhas fer­ro­viá­ri­os e que ain­da está em uso para sol­da­gem no local. A pri­mei­ra linha sol­da­da des­ta for­ma foi colo­ca­da em Essen. Este méto­do evo­luiu a par­tir de seu pro­ces­so de redu­ção Golds­ch­midt que ele come­çou a inves­ti­gar em 1893 para a pre­pa­ra­ção de metais isen­tos de car­bo­no. Ele usou as reac­ções de óxi­dos de cer­tos metais com alu­mí­nio para pro­du­zir óxi­do de alu­mí­nio e o metal livre. Foi apli­ca­do para sepa­rar cro­mo, man­ga­nês e cobal­to dos seus mine­rais de óxi­do. Golds­ch­midt tam­bém foi um co-inven­tor de amál­ga­ma de sódio.

Faz igual­men­te anos hoje que nas­cia, em 1888, Tho­mas Sopwith. Este dese­nha­dor e fabri­can­te de aero­na­ves inglês, ficou famo­so pela sua empre­sa pio­nei­ra que era famo­sa pela aero­na­ve mili­tar bri­tâ­ni­ca da Pri­mei­ra Guer­ra Mun­di­al. O inte­res­se de Sopwith em auto­mo­bi­lis­mo levou em 1910 a pilo­tar um mono-pla­no, com o qual ganhou o Pré­mio Baron de Forest por voar pelo Canal da Man­cha a 18 de Dezem­bro de 1910. Em Junho de 1912, Sopwith com Fred Sigrist e outros cri­a­ram The Sopwith Avi­a­ti­on Com­pany e come­çou a fabri­car o bipla­no Sopwith Tabloid. Pilo­ta­do por Har­ry Haw­ker, este avião ganhou o regis­to de alti­tu­de bri­tâ­ni­co de 4.000 metros no 16 de junho de 1913. Duran­te a Pri­mei­ra Guer­ra Mun­di­al, a empre­sa fabri­cou alguns dos melho­res aviões ali­a­dos, incluin­do o len­dá­rio Sopwith Camel, o Sopwith Pup e o Sopwith Sni­pe.

Por fim, faz anos hoje que nascia,em 1933, Ray Dolby. Este físi­co e enge­nhei­ro nor­te-ame­ri­ca­no ficou conhe­ci­do pela inven­ção dos sis­te­mas de redu­ção de ruí­do Dolby. Dolby é famo­so por ino­va­ções que vão des­de as cas­se­tes de alta qua­li­da­de que foram usa­das nos esté­reo dos car­ro até ao mais recen­te som sur­round digi­tal em salas de cine­ma. Como estu­dan­te do ensi­no médio, ele foi tra­ba­lhar a tem­po par­ci­al para a Ampex Cor­po­ra­ti­on. Enquan­to ain­da na facul­da­de, ele jun­tou-se à peque­na equi­pa de enge­nhei­ros da Ampex dedi­ca­dos a inven­tar o pri­mei­ro gra­va­dor de fita prá­ti­co do mun­do, o Ampex VTR (1956). Em 1965, Dolby fun­dou sua pró­pria empre­sa — a Dolby Labo­ra­to­ri­es. O seu pri­mei­ro desen­vol­vi­men­to foi a redu­ção de ruí­do do tipo Dolby A, uma com­pres­são e expan­são de áudio que redu­ziu dras­ti­ca­men­te o sil­vo de fun­do na gra­va­ção de fita pro­fis­si­o­nal sem efei­tos cola­te­rais per­cep­tí­veis.

Na sema­na que pas­sou ficá­mos a saber que a Pla­ne­tary Resour­ces, empre­sa de mine­ra­ção espa­ci­al apoi­a­da pelo Goo­gle Lar­ry Page e o fun­da­dor da Brain­tree, Bryan John­son, deu outro pas­so em sua bus­ca para real­men­te mine­rar recur­sos de aste­rói­des e outros cor­pos celes­tes. A empre­sa lan­çou com suces­so o seu Arkyd-6 Cube­Sat, que pos­sui uma tec­no­lo­gia expe­ri­men­tal pro­jec­ta­da para detec­tar recur­sos hídri­cos no espa­ço. A Pla­ne­tary Resour­ces já está a rece­ber tele­me­tria da nave espa­ci­al, e a empre­sa acre­di­ta que a tec­no­lo­gia expe­ri­men­tal é um pas­so deci­si­vo para que ela desen­vol­va sua pró­xi­ma pla­ta­for­ma espa­ci­al, o Arkyd-301.

Tam­bém esta sema­na ficá­mos a saber que a Nin­ten­do vai lan­çar uma linha de expe­ri­ên­ci­as inte­rac­ti­vas asso­ci­a­das à sua con­so­la mais recen­te, a Swit­ch. Esta linha desig­na­da por Labo foi pro­jec­ta­da para ins­pi­rar cri­an­ças e aque­les que são cri­an­ças de cora­ção. Com base na his­tó­ria de 129 anos da Nin­ten­do, que está enrai­za­da em entre­te­ni­men­to ino­va­dor e expe­ri­ên­ci­as de jogo, a Nin­ten­do Labo con­ti­nua a mis­são da empre­sa de colo­car sor­ri­sos nos ros­tos das pes­so­as. Em con­jun­to com o sis­te­ma Nin­ten­do Swit­ch, os kits da Nin­ten­do Labo for­ne­cem as fer­ra­men­tas e a tec­no­lo­gia para fazer cri­a­ções DIY diver­ti­das, jogar jogos com suas cri­a­ções e DESCOBRIR como a magia da tec­no­lo­gia Nin­ten­do Swit­ch trans­for­ma idei­as em rea­li­da­de.

Por fim, a NASA anun­ci­ou que, com dados obti­dos pela son­da Cas­si­ni é pos­sí­vel assu­mir que na lua Titã de Satur­no os seus mares se encon­tram, como na Ter­ra, a uma ele­va­ção média que cha­ma­mos de “nível do mar”. Esta é a últi­ma des­co­ber­ta que mos­tra seme­lhan­ças notá­veis entre a Ter­ra e o Titã, o úni­co outro mun­do que conhe­ce­mos no nos­so sis­te­ma solar que pos­sui líqui­do está­vel na sua super­fí­cie. No entan­to, em Titã, os seus lagos e mares estão chei­os de hidro­car­bo­ne­tos, em vez de água líqui­da, e o gelo de água cober­to por uma cama­da de mate­ri­al orgâ­ni­co sóli­do ser­ve como a rocha que envol­ve esses lagos e mares.

Na News­let­ter des­ta sema­na apre­sen­ta­mos diver­sos pro­je­tos de maker. São apre­sen­ta­dos 5 livros “GNU/Linux Com­mand-Line Tools Sum­mary”, “Bash Refe­ren­ce Manu­al — Refe­ren­ce Docu­men­ta­ti­on for Bash 4.4”, “Bash Gui­de for Begin­ners”, “Advan­ced Bash-Scrip­ting Gui­de” e “The AWK Pro­gram­ming Lan­gua­ge”.

Esta News­let­ter encon­tra-se mais uma vez dis­po­ní­vel no sis­te­ma docu­men­ta do altLab. Todas as News­let­ters encon­tram-se inde­xa­das no link.